quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Diabetes gestacional



Depois que minha médica indicou para eu fazer o teste procurei saber mais sobre diabete gestacional e descobri várias coisas que não tinha idéia anteriormente e que me ajudaram muito a conhecer mais sobre o problema, prevení-lo e a tratá-lo, caso venha a passar por isso.

A Diabete gestacional normalmente aparece no final da gestação e indica uma intolerância aos carboidratos em graus variados. Pelo fato de o feto já estar formado na fase onde normalmente esta doença aparece, ela não causa nenhuma anomalia maior nele, mas pode gerar um sobrepeso no bebê, o que, no parto, principalmente natural, pode trazer alguns problemas.

Após o parto, o bebê pode apresentar alguns probleminhas como baixo índice de glicose, além de sérios riscos de problemas respiratórios devido a insulina extra produzida pelo pâncreas do bebê. Mais tarde, essa criança pode crescer obesa e com risco de sofrer de diabete tipo 2.

Para diagnosticar, é preciso avaliar a possibilidade de desenvolvimento da diabetes gestacional e, para isso, existe o exame clínico, onde avalia-se o quadro de fatores de risco, os sintomas e finalmente o teste de tolerância à glicose.

Os fatores de risco são:

Idade materna superior a 25 anos
Baixa estatura
Presença de hipertensão arterial
Gordura de localização abdominal
História pessoal de diabete
Presença de parentes de 1º grau com diabete
Gestações anteriores com bebês muito grandes ou com má-formação
Retardo de crescimento do feto
Morte fetal ou neonatal sem causa aparente
Aumento excessivo de peso na gravidez atual
Altura uterina maior do que a esperada para a idade da gestação
Crescimento acentuado do feto
Presença de grande quantidade de líquido amniótico


Por isso tudo devemos ficar atentas aos fatores de risco e também aos sintomas:

· Sede aumentada
· Diurese mais freqüente (urina aumentada)
· Perda de peso, apesar do elevado apetite
· Cansaço
· Náuseas ou vômitos
· Infecções por fungos (candidíase vaginal, por exemplo)
· Visão turva

O tratamento ou melhor controle do Diabetes Gestacional deve ser feito através de uma dieta de baixas calorias com poucos carboidratos e acompanhados de exercícios físicos. Por isso, para não levar nenhum susto maior mantenha uma vida sudável sempre, principalmente durante a gestação.
Veja também a matéria sobre o assunto no Gravidez Absoluta:

Autoestima na gestação


Esta semana recebi um presente, quer dizer, um kit de presentes, que mudou minha vida, o que fez eu me sentir novamente mais mulher com desejos e vaidades dígnos deste seres tão complexos e cheios de hormônios que somos nós.

Não tinha noção de como estava precisando deste mimo até ganhá-lo, mas, quando o recebi, vi uma nova mulher brotar de dentro de mim, um lado feminino que estava meio esquecido por conta de tantas preocupações com a minha gestação.

Primeiro chegou, aqui, minha sogra com um sabonte líquido maravilhoso. Depois minha tia Bete, que sempre se mostrou uma fofa comigo, trazendo um kit de beleza para gestante que me deixou encantada. Eu, que estava internada, usando sempre aquela camisola tétrica, branca com abertura nas costas, além de completar o look com um elástico praticamente eterno no meu cabelo para não demonstrar o caos em que ele se encontrava, derrepente me vi com vontade de parecer linda novamente. Se é que isso é possível.

Acredito que estes tipos presentes façam mais efeito para quem está em repouso do que para quem está totalmente ativa. Mas, tenho certeza de que qualquer gestante se deliciaria com este carinho tão especial que aguça a feminilidade até da mulher mais básica, mesmo quando sua maior preocupação do momento seja seu filho que esta para nascer.

Meu kit de beleza incluiu cremes para relaxar as pernas, contra estrias para os seios, hidratante para corpo e rosto e shampoo sem sal para os cabelos. Tudo de ótimas marcas e com aromas maravilhosos. Além disso minha tia me trouxe uma camisola linda e pantufas fofas para eu poder receber decentemente minhas visitas que têm sido ótimas, o que ajudou muito a tirar aquela cara de doente que eu achava que estava, porque, para falar a verdade, tem 20 dias que nem me olho no espelho, mas sei que agora isso vai mudar.

Com este estímulo proporcionado por sogra e tia acabei marcando também a manicure e o meu cabelereiro para me ajudar a passar o Natal e o Reveillon me sentindo mais bonita, mesmo que não vá sair daqui para as comemorações familiares e nem para ir ao salão. Graças a Deus a Perinatal me permiti este benefícios aqui mesmo sem sair da cama.

Como pra mim, na verdade, o mais importante é a gente estar bem com o que somos, estes carinhos, só me fizeram acordar para tudo o que gosto em mim e que se tornou tudo. Existe melhor presente que este? Só o nascimento da minha filha na melhor forma da minha vida e com a minha autoestima lá em cima. Assim poderei dar ainda mais amor para ela que está doidinha para fazer parte desta família e deste mundo.

Que venha, então, o meu mais lindo presente dos últimos tempos forte e saudável muito bem embrulhado com direito a laço de fita e na melhor data pra ela, pois eu já estou preparada para recebê-la!!!!! Ouviu Papai Noel? Nem pense em apressá-la. Eu aguento esperar.

Conheça o meu site: www.gravidezabsoluta.com.br

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Ecocardiograma Fetal ou Eco Fetal


Chegou a hora de mais um exame para saber se está tudo bem com o meu bebê, o Ecofetal. Ele deve ser feito por todas as gestantes, principalmente, por aquelas que apresentam maior possibilidade de má formação congênita. É claro que eu optei por fazê-lo, mesmo sem meu plano pagar e tendo um custo um pouquinho salgado, por volta de R$250,00.

Este exame deve ser feito entre 18 e 24 semanas, mas pode ser realizado até o fim da gravidez. Eu acabei fazendo o meu com 28 semanas por conta das surpresas do último mês, mas deu tudo certo... Mesmo com a TN da minha filha tendo se apresentado no limite superior da normalidade, o que preocupou um pouco minha médica.

Ele consiste na realização de um estudo minuncioso do coração, que avalia este importante órgão do bebê durante a vida intrauterina através de um ultrassom, aquele mesmo que vocês já estão acostumadas a fazer, seja por conta da gravidez ou por simples checagens rotineiras exigidas por seus giecologistas.

A maior diferença é que este exige um doppler colorido o que faz você ver as imagens todas mais avermelhadas. Ele deve ser feito por um médico especialista em cardiologia fetal, pois assim, ele poderá avaliar e diagnosticar mais precocemente alguma anomalia que por vezes pode ser tratada ainda intrauterinamente.

Ao analisar tanto os detalhes morfológicos (estruturais), quanto os funcionais (incluindo função cardíaca e circulatória), além dos vasos que saem do coração e os que entram no pequeno coração, o médico responsável pelo exame tem como descartar a maioria das anomailas possíveis no nosso feto, o que deixa a nós, mães e pais, muito mais tranquilos, apesar de nunca nos darem 100% de chance de nada.

O exame é bem tranquilo e rápido, mas nem pense em gastar dinheiro gravando-o, como muitas mães fasem em outras ultras, assim como eu mesma. Este, realmente, não tem muito o que mostrar para a maioria de nós, leigos. Mas, independente de ser bonitinho ou não, vale a pena saber o seu resultado. Ele pode salvar a vida do seu filho ou simplesmente te tranquilizar para proporcionar um fim de gestação mais calmo e confiante na saúde do seu bebê.
Veja ainda outros cuidados que devem fazer parte do seu pré-natal: http://www.gravidezabsoluta.com.br/saude.php?k=pré-natal

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

28 semanas - Um marco importante



Chegar a 28 semanas é muito importante para pais, obstetras e futuros pediatras. Este é chamado de primeiro corte na neonatologia. O que seria isso? É a primeira data significativa na sobrevida do seu bebê caso ele resolva nascer antes do previsto.

Nesta fase seu bebê já deve medir cerca de 35 cm da cabeça aos pés e pesar em torno de 1200-1300g. Ele já possui sobrancelha e cílios e os cabelos estão mais espessos, mas o mais importante é que seus pequenos pulmões já são capazes de praticar a respiração, apesar de ainda poder apresentar dificuldades ao respirar, caso nascesse agora.

Com esta idade, o feto já tem quase 100% de chance de sobreviver fora do útero, mesmo que ainda haja o risco de algumas sequelas remanescerem. Uma boa UTI neonatal nestas horas é fundamental.

Esta informação para quem está em repouso ou prestes a parir seu bebê com esta mesma idade é bem reconfortante, assim como é para mim por tudo o que estou passando neste momento. É por isso que esta semana é tempo de festa para todos que esperam a Ágatha e foi também por isso que fiz questão de celebrar com todos aqui da maternidade onde estou internada.

Dizem que nesta fase os fetos começam ainda a apresentar alguns soluços que são espasmos ritmados diferentes dos movimentos triviais que seu filho deve estar fazendo dentro de você. E, se seu filho se parece com a minha filha, ele deve mexer horrores nesta fase.

Também é dito que os fetos nesta idade começam a sonhar, só não se sabe com o quê... Além disso, sua audição está mais aguçada, seus olhos já estão totalmente formados e as pálpebras já abrem e fecham. Agora seu feto já é bem parecido com como ele vai ser quando nascer a termo.

Você, neste momento, se tudo estiver corrrendo bem, sem nada de repousos forçados, deve começar a deixar tudo pronto para a chegada do seu bebê, como quarto e enxoval. Mas, lembre-se que se o quarto exigir obras maiores como rebaixamento de teto, projeto de iluminação e pintura a mão o ideal é começar a fazer isso um pouco antes.

Caso você esteja de repouso, respeite isso e dê esta tarefa para alguém de sua confiança, que você sabe que irá respeitar e seguir seus gostos e prazos, pois estes estresses podem não fazer bem para alguém que exige mais cuidados durante a gestação. Melhor amiga, mãe, uma tia ou a madrinha da sua filha podem ser uma boa opção.

Agora, é só esperar o próximo corte, que é com 32 semanas. Boa sorte para todas nós!

A dica final: para escolher os mimos do quarto do bebê mesmo de repouso aproveite os benefícios que a internet oferece. Veja a dica do meu site Gravidez Absoluta!

http://www.gravidezabsoluta.com.br/decoracao.php?cod_conteudo=150

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Última semana!

Grávidas Absolutas,

A poucas semanas de encerrar o ano, gostaríamos muito de conhecer você e sua história. Então, conte para a gente um pouco da sua experiência de grávida, dê dicas de lojas bacanas, ou de um detalhe da decoração do quarto do seu bebê que fez a diferença ou quem sabe um restaurante bacana com comidinhas saudáveis... Pode ser até uma receitinha ou um creme novo para estrias.

O que queremos é saber mais de você e tornar o Gravidez Absoluta ainda mais interativo!

Vamos escolher seis textos, uma para cada seção do site. Eles serão postados na última semana do ano com a assinatura da leitora!

Então, enviem suas sugestões para o e-mail comercial@gravidezabsoluta.com.br

Aguardamos até sexta-feira, 18/12!

beijos

domingo, 13 de dezembro de 2009

Sexo, Chocolate e Repouso



Desde que comecei o meu repouso ABSOLUTO e meu resguardo antecipado me vi aproximada a um novo amigo, agora quase que inseparável. Amigo este ao qual nunca dei muita bola e nem era muito fã, mas tive que me render a seus encantos para suprir outras ausências que me foram impostas totalmente contra a minha vontade.

Para pessoas ativas como eu, que só de ouvir a palavra repouso já sentem calafrios, o chocolate pode se tornar um grande aliado, mesmo tendo a chance de também se tornar o grande vilão da história.

O chocolate é uma grande arma contra o tédio e a abstinência, principalmente o amargo que não leva leite em sua composição. Estudos mostram que o leite pode cortar as melhores propriedades dessa maravilha. Então, na hora de se deliciar pense bem nisso e deixe o chocolate ao leite e principalmente o branco de lado, pois este último é o que menos faz bem.

Os benefícios desta delícia são numerosos. Para começar ele transmite sensação de prazer, promove bem-estar e alivia a tensão. O responsável por isso é uma substância chamada feniletilamina, que estimula a produção da serotonina, que atua no cérebro junto às emoções te deixando com uma sensação de felicidade que poderia ser transmitida por exercícios físicos e sexo, o que no caso de quem está em repouso são PROIBIDOS.

O coração também pode ser beneficiado por este prazer em barras com a ajuda da teobromina presente nele, que é uma substância estimulante que age no sistema nervoso central e no muscular, favorecendo o funcionamento do coração e prevenindo a hipertensão arterial.

Outra coisa boa é que ele ajuda a controlar os triglicérides (gorduras) e aumentar o bom colesterol (HDL) por conta da presença de outra substância, o ácido oléico.

Com tantos benefícios tinha que ter uma coisa ruim pro trás disso, não é mesmo? É importante ter cuidado na quantidade que se consome diariamente, pois em excesso pode causar enxaqueca, irritações na pele, no estômago e na mucosa intestinal. A diarréia também pode ser causada pelo consumo excessivo, devido ao alto teor de gordura.

O ideal é não passar de 30g por dia. Mas, para não engordar, você também precisa avaliar a quantidade de calorias diárias que normalmente ingere substituindo algum produto da sua dieta abitual por ele. Lembre-se: garanta sempre que o chocolate escolhido não leve leite em sua composição, pois assim você conseguirá obter o que há de melhor no seu mais doce pecado e assim poder devorá-lo sem culpa, só com muito PRAZER.

Leia mais sobre as propriedades do chocolate, clique aqui na matéria do Gravidez Absoluta.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A importância de um simples agradecimento



Quando nos encontramos em uma situação difícil, onde precisamos do apoio e, muitas das vezes, da ajuda de entes queridos ou profissionais qualificados, precisamos saber que mesmo que eles o façam sem pedir nada em troca, devemos sempre agradecer.

Mesmo aqueles que são pagos merecem ser respeitados pelo serviço magnífico que fazem. Eu, por exemplo, enquanto fico aqui, deitada, o tempo todo, precisando de ajuda para tudo, até para fazer minhas necessidades básicas sem sair da cama, vejo como é importante que algumas pessoas optem por certas profissões que, a meu ver, são árduas demais e na qual provavelmente passaria a kilometros de distância antes de optar por seguí-las.

Cada vez mais admiro o pessoal da enfermagem, pois eles que fazem o trabalho duro e muitas vezes só lembramos de agradecer aos médicos que ficam na linha de frente. O pessoal da limpeza e da cozinha também aumenta cada vez mais o espaço deles no meu coração, pois higiene e alimentação são a base para nossa saúde e quando bem feitos merecem realmente nossos agradecimentos. Quando ficamos totalmente dependentes acabamos olhando melhor para essas pessoas.

Por começar a ver com mais clareza a importância de todas elas, acabei tendo a idéia de colocar na porta do meu quarto no dia de hoje, quando completo 28 semanas de gravidez, o que é um marco importante para a minha filha e eu, um texto de agradecimento que vou dividir com vocês.



À toda equipe médica, toda equipe de enfermagem,
pessoal da limpeza e copa e a todos da fisioterapia.

Queridos parceiros de batalha,

Nesta vida existem pessoas que passam por nós e fazem tanta diferença nas nossas vidas, mas que por vezes não temos a chance de agradecer pela beleza e importância de seus trabalhos. No meu caso, essas pessoas são vocês.

Hoje fazemos 28 semanas de gestação. Isso mesmo, fazemos, pois sem vocês não teria chegado até aqui, então, devo esta minha primeira vitória a todos vocês que cuidaram e continuam cuidando de mim com tanto carinho e afinco.

Achei muito importante dividir esta minha felicidade com toda a equipe, pois pra mim, esta é realmente uma grande vitória, uma grande conquista para a saúde da minha filha e para a minha felicidade.

Queria que vocês soubessem o quanto admiro o trabalho de cada um de vocês, pois todos são importantes. Desde a limpeza do quarto até a fisioterapia que me fará andar mais rápido assim que minha filha nascer. Tem sido mais fácil ficar cada dia aqui por causa da companhia e carinho de vocês.

Se em algum momento alguma paciente tratar vocês mal ou ignorá-los, lembrem-se que nem todos sabem se expressar e demosntrar sua gratidão por tão lindo trabalho, mas que todos, mesmo que alguns só se lembrem disso depois de partirem, estarão eternamente gratos ao que vocês fizeram por eles.

Tenham sempre muito orgulho do que fazem, pois vocês tornam a vida de muitas pessoas melhor. Mesmo sem ouvir uma palavra de agradecimento de algumas delas, sei que muitas gostariam de assinar comigo esta mensagem de eterno agradecimento e imenso respeito ao trabalho e ao ser humano que cada um de vocês mostrou ser e mostra a cada dia nesta maternidade.

Parabéns para todos nós por esta primeira marca importante pra mim, para minha filha, meus amigos e família e que certamente se tornou importante para vocês também.

Um grande abraço a todos,

Sabrina Schmidt.
Conheçam meu site: www.gravidezabsoluta.com.br

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Os dois lados da moeda



Sempre acreditei que tudo o que acontece com a gente tem seus dois lados. Para mim nada é de todo bom e nem totalmente mau. Mesmo o presente aparentemente mais maravilhoso do mundo pode ter um lado ruim e até o acontecimento mais trágico pode mostrar seu lado positivo. Tudo isso depende de como você olha, de que ângulo escolhe observar os acontecimentos.

Como vocês já sabem, a minha gravidez está sendo cheia de surpresas e agora fui surpreendida com mais uma, tive que me internar para ficar realmente de repouso absoluto, não saindo da cama para nada, a fim de prolongar ao máximo a minha gestação.

Eu poderia entrar em pânico com essa notícia. Imagina só: dois meses de cama com as pernas pra cima? Realmente não é nada agradável pra ninguém, mas até nisso existe um lado bom.

Normalmente, esses tipos de acontecimentos fazem você ver quem realmente se importa com você, quem realmente é seu amigo. As máscaras costumam cair quando você passa, de verdade, a precisar dos outros e isso é bom, pois a pior coisa que tem é você confiar em alguém que não merece essa confiança.

Eu posso dizer que tenho sido muito sortuda, pois tive muito mais surpresas boas do que ruins nesta nova fase da minha vida e, além do mais, pude sentir a aproximação da minha família, o que é sempre muito bom.

Para melhorar meu estado aqui internada, resolvi agradecer todos os dias pela sorte de mais um dia que minha filha pôde ficar na segurança do meu útero fugindo assim de mais tempo na UTI. Se tudo der certo, espero que ela só saia de dentro de mim quando for para ir para casa comigo.

Se eu fosse uma mulher que só olha o lado ruim das coisas poderia estar pensando todos os dias em como será chato mais um dia nesta posição horrível e desconfortável, mas sei que esse tipo de pensamento não faria nada de bom nem por mim, nem pela minha filha, então resolvi mantê-lo longe de mim o máximo que eu puder.

Pensar no lado bom das coisas não é romantismo, é realismo, pois como disse antes, tudo tem seu lado positivo e negativo, cabe a cada um escolher de que ângulo olhar para ser feliz. Eu já escolhi o meu!

Conheça um exemplo bem interessante de uma mulher que também passou por Incompetência Istmo Cervical: http://www.gravidezabsoluta.com.br/saude.php?k=istmo

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Sexo na Gravidez



Sempre falei para todas as grávidas que me procuravam para conversar que sexo é totalmente permitido na gravidez e deve ser feito sim. Realmente não existe nenhuma contraindicação a não ser em alguns casos, principalmente, onde existe o risco de parto prematuro.

Existem mulheres que se sentem mal em ter relação com seus parceiros durante a gravidez, seja por medo de machucar o bebê, seja por se sentir feia ou até sem vontade. Tudo é possível no mundo feminino gravídico. O importante é ter certeza que se você está preferindo ter menos quantidade de relações durante a gestação é por algo que só existe na sua cabeça ou nos seus hormônios (os hormônios podem agir como vilões ou mocinhos durante a gravidez, não tem muito como prever) para saber como lidar melhor com isso.

É claro que existe a mulher que tem mais vontade durante a gravidez. E isso não é tão incomum, pois o canal vaginal normalmente fica mais lubrificado o que ocasiona mais prazer na relação. Também existe a chance de você ter a sorte dos hormônios serem os bonzinhos desta vez, deixando-a mais excitada que o normal.

Dizem que estar esperando um menino ou uma menina também interfere, mas nada disso é comprovado, então fique simplesmente atenta a você, ao que você sente e quer e isso pode variar muito de gravidez para gravidez.

Conciliar a sua vontade e a do parceiro também pode ser um problema, mas acho que neste caso só a conversa pode ajudar. Falar pra ele como se sente, dividir cada momento é fundamental para o período da gestação assim como para toda a sua vida ao lado de alguém.

Os homens também podem reagir de forma esquisita ao sexo durante a gestação de suas parceiras tendo mais ou menos vontade durante o período. Alguns também acham que podem machucar o bebê ou coisa parecida, mas existem outros que se sentem super excitados com a situação gravídica de suas parceiras. Acredito que para resolver isso, só muita conversa e respeito pelas necessidades uns dos outros. Não é só o homem que tem que entender nossas mudanças na gestação. Temos que lembrar que eles também podem mudar durante esta fase.

No meu caso e no caso de muitas mulheres que tiveram que encarar o repouso na gestação, o problema pode ser diferente e os que mais sofrem, tanto grávidas como parceiros, são aqueles que continuam com a vontade, mas sem a possibilidade.

Para os homens, nestes casos, ainda existe a chance de se auto-ajudarem, se é que me entendem, mas as mulheres que passam por esta situação nem isso podem fazer, pois qualquer estimulação sexual mais intensa pode e provavelmente irá estimular a contração uterina, ou seja, a auto-ajuda também está proíbida.

As mulheres mais generosas ainda podem ajudar seus parceiros na obtenção de satisfação sexual participando sempre ou, pelo menos, às vezes, do ritual de auto-satisfação dos seus parceiros. Isso ajuda na conexão entre os dois e, também, a elevar a auto-confiaça da mulher que pode se sentir meio insegura, evitando, assim, paranoias ou ciúmes demasiados que podem minar o relacionamento nesta fase já tão delicada para ambas as partes.

Então, fazendo ou não, sexo na gravidez, seja pelo motivo que for, não pode virar um conflito de relacionamento. Use a impossibilidade para criar novas brincadeiras e novas formas de interação. Muitos casais, por conta do dia a dia longo no trabalho acabam por simplificar os seus encontros ao sexo. E, por mais que ele seja maravilhoso, a relação de duas pessoas não pode ser simplesmente baseada nele, principalmente se vem mais um serzinho para compartilhar desta relação.

No meu site www.gravidezabsoluta.com.br tem dicas bem interessantes em http://www.gravidezabsoluta.com.br/comportamento.php?cod_conteudo=127

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Dores nas Costas – Um mal que persegue as mulheres grávidas



Com o início do terceiro trimestre alguns desconfortos podem começar a te perturbar mais, principalmente se você está de repouso como eu, ou não faz nenhuma atividade física. Dores nas costas de quem tem uma vida sedentária são sempre mais frequentes podendo ser em qualquer parte da coluna. A maioria das dores são por motivos posturais e por aumento de peso inerentes à gravidez e devem ser prevenidas com exercícios que fortaleçam a musculatura que segura a coluna e que corrijam a postura que tende a ficar errada.

Existe uma dor específica das costas que é gerada pelo aumento do útero que começa a comprimir as costas e a bacia, é a famosa dor lombar. Ela pode ser seguida ou não de dores nas pernas e deve-se ter muito cuidado ao tratá-la, pois alguns tratamentos podem ocasionar um efeito colateral muito mais desagradável que a própria dor.

Eu, normalmente, correria para uma massagista ou um fisioterapeuta para obter aquela massagem, mas minha obstetra me explicou que isso poderia estimular meu útero a contrair e o que menos queremos é que nossos filhos venham ao mundo antes da hora. Então o que fazer?

A melhor coisa é fazer uma compressa quente na região afetada. Hoje em dia existem algumas opções para isso como a velha e boa bolsa de água quente, bolsa de gel ou bolsa de ervas. Eu, particularmente adorei a de ervas, pois mantém o calor mais tempo e é mais limpa. A de água dá muito trabalho, pois você tem que esquentar a água, colocar dentro da bolsa para depois usar. As outras duas basta levar direto ao microondas. Algumas bolsas de gel ainda servem de compressa fria, o que também facilita a nossa vida. Você deve escolher o que for melhor pra você, pois nem sempre o que é bom para uma grávida é bom para a outra.

Mudar a posição que você se encontra também pode ajudar, mas por favor, nem pense em pedir para o maridão fazer uma massagenzinha, nem que seja de leve. Melhor não arriscar. Então, tente manter uma boa postura, não aumentar muito o peso e manter-se ativa sem ir além dos seus limites. A prevenção é sempre o melhor remédio!

Para solucionar esse problema no www.gravidezabsoluta.com.br temos uma boa dica:

http://www.gravidezabsoluta.com.br/saude.php?cod_conteudo=49

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Chá de bebê e Lista de Enxoval



Fazer um chá de bebê normalmente não é muito fácil. Primeiro a lista acaba sendo sempre motivo de discussão. Depois, fazer a lista em si, pode se tornar complicado por conta das diversas marcas disponíveis, além da gente nunca ter certeza do que realmente vai precisar (é por isso que muitos optam pelo chá de fralda). Por fim tem a organização da recepção que pode variar tanto de valor como de estilo, por isso deve –se pesquisar bem antes de colocar a mão na massa.

No meu caso, fui impedida de fazer a minha festa, pois, como todos já sabem, estou de molho até o final da gestação. Então, por conta disso, dei um jeito de ver todo mundo e ainda ter uma ajudinha no enxoval, pois fiquei proibida de ir às compras e nessas horas toda ajuda é válida.

Resolvi, então, mandar um email para todas as pessoas mais queridas dizendo o que me aconteceu e contando sobre a impossibilidade de recebê-los para o chá de bebê. Junto mandei uma lista de coisinhas que ainda preciso comprar, que no meu caso é quase tudo.

Para isso segui a idéia de uma tia minha que falou para colocar uma lista online com compras, também, online. Optei pela lista da Americanas.com, pois lá tem tudo desde a escovinha para limpar a mamadeira até o som portátil para o quarto. Procurei em outras lojas especializadas, mas ficava faltando muita coisa, então desisti. O único incoveniente foi que tive que fazer como lista de casamento, pois a opção de lista de chá de bebê estava temporariamente desativada, mas o que importa é facilitar a vida das pessoas e a minha também. Acredito que ninguém ligou pra isso.

Essas listas on line são realmente fantásticas e meus amigos e parentes estão adorando a facilidade, pois além da facilidade de comprar sem sair de casa ou do trabalho, eles entregam na casa da pessoa presenteada. Realmente acho que esta dica serve tanto para quem vai fazer o chá quanto para quem não poderá fazer como eu. É realmente um grande adianto.

Para ajudar vocês achei legal deixar disponível aqui uma lista base de enxoval de onde você poderá tirar os ítens para o chá de bebê. Se quiser, você poderá ainda acrescentar ítens de higiene como shampoo, sabonete, pomada para assaduras, algodão, cotonetes, gaze, alcool 70% e, claro, fraldas descartáveis. No meu chá, por exemplo, deixei isso de fora, pois é o tipo de coisa que consigo comprar mais facilmente em uma farmácia com um simples telefonema. Mas cada grávida deve fazer sua lista conforme for melhor para sua comodidade.

LISTA DO ENXOVAL

· Berço com colchão firme, distância de no máximo 5 cm entre as ripas.
· Protetor de berço. O melhor é o de 4 lados, principalmente se a pezeira do berço for ripada. Compre o com abertura para lavagem.
· 1 Capa para protetor de berço.
· Móbile para o berço. (Opcional)
· Poltrona de amamentação + puff.
· Almofada para amamentar.
· Cômoda, que normalmente serve como trocador.
· Trocador (Almofada protegida com plástico, que colocamos em cima da cômoda para a troca de fraldas . O tamanho padrão é 50 x 70, mas podemos ajustar de acordo com o tamanho da cômoda ou bancada). Lembre de não colocá-lo na altura ou em baixo da janela.
· Abajur.
· Berço para viagem, prefiro o de 2 alturas, mas analíse o custo benefício. Se este for mais caro e você não viaje muito, opte pelo de 1 altura. Procure ver até que peso suportam.
· 1 segura bebê ou 2 rolinhos.
· 1 Mosquiteiro ( Só se necessário ).
· Cabides. Principalmente, meninas com seus mais lindos vestidos. Comprar no mínimo 12, mas isso depende da arrumação das roupas.
· Armário.
· Aparelho de som. Existem ótimos cds para bebês.
· Cama para babá. Só se quiser, não é obrigatório colocar a babá ou enfermeira dormindo no quarto com o bebê.
· Cadeira de alimentação. Prefiro os modelos fechados nas laterais e costas.
· Pratinhos, cumbucas e talheres com a ponta de silicone. Alguns até mudam de cor, quando a comida está quente.
· Varal de pé. O ideal é determinarmos um só para o bebê, mas muitas vezes a falta de espaço não permite.
· Carrinho com no mínimo 4 posiçõesda mala do seu carro.
· 3 capas para carrinho (mín 2).
· Mosquiteiro para carrinho.
· Capa de chuva para carrinho.
· Bolsa de passeio. Normalmente elas vêm com trocador portátil. Veja se tem as 2 alças mais curtas e também a grande com regulagem.
· Bebê conforto. No início usamos como cadeira de carro (CAR SEAT de 0 a 9 kg)
· 2 capas para bebê conforto.
· Cadeira de carro. É usada a partir de 9 kg, podendo ir até 18 kg, 24 kg ou até mais.
· Banheira que serve também como trocador.
· Banheira inflável. Ideal para viagens e para a fase em que o bebê não cabe mais na banheira berço, mas não fica ainda firme sentado.
· Cesto de roupa suja.
· Relógio para colocar ao lado da cadeira de amamentação e controlar o tempo de mamada.
· Vaporizador ou umidificador. Qualquer resfriado ou gripe é um grande aliado.
· Foco de luz para a noite. Opte, pelos modelos que podemos trocar a lâmpada quando queimar.
· Babá eletrônica.
· Esterilizador (Para mamadeiras, chupetas, bicos ...). Existem 3 modelos; os de microondas para 2 ,4 e 6 mamadeiras, os elétricos e a panela. Independente de escolher o de microondas, acho fundamental ter uma panela grande em aço inox, ágata ou qualquer modelo desde que seja diferente das suas de casa e também não seja de teflon ou alumínio.
· Bandeja contendo potes para algodão, cotonete, recipiente para água de higienização, garrafa térmica.
· Termômetro para avaliar a temperatura da água do banho do bebê. (OPCIONAL)
· Termômetro. Prefiro o modelo tradicional , mas os digitais funcionam.
· Tesoura de unhas com a ponta arredondada.
· Aspirador nasal.
· Saco de água quente. Hoje prefiro os que tem grão dentro, pois retêm mais o calor .
· Escova e pente.
· Escova de roupa.
· Pregadores de roupa.
· Baldes e bacias. Comprar 3 no total. Prefiro 1 balde e 2 bacias, porque a roupa fica mais espalhada , mas isso depende de cada mãe .
· Lata de lixo com tampa e pedal.
· 4 chupetas. Escolha uma marca, de preferência ortodôntica, mas converse com o pediatra escolhido.
· 4 mamadeiras pequenas. (120ml, 125ml....)
· 6 mamadeiras grandes. (260ml)
· Recipiente para armazenar leite materno. (Opcional)
· 2 Potes para armazenar leite em pó. (Opcional)
· 1 colher ou seringa para medicamentos.
· 1 Tupperware (Organizador) grande com mais ou menos 40 de comprimento x 25 de largura e 15 de altura para armazenar mamadeiras, chupetas, bicos.
· 1 tupperware pequeno para chupetas.
· Escovas para limpeza da mamadeiras e bicos.
· Bolsa térmica para levar as papinhas do bebê ....
· Esponja só para as coisas do bebê.
· Escorredor só para mamadeiras, bicos, chupetas...Só vale a pena comprar se sua casa tem muito movimento.
· Pinça para pegar mamadeiras, bicos ...
· Funil e peneira. Não esquecendo, que a peneira deve encaixar no funil.
· 2 colheres de silicone grandes e de cores diferentes ( Doce e Salgada ) para mexer o alimento do bebê.
· 1 par de conchas de silicone. Compre o modelo com furos para respirar .Alguns obstetras recomendam o uso da concha rígida ; quando a gestante não tem bico para amamentar.
· Absorvente de seio. Compre 1 caixa e veja se gosta. Algumas mães preferem usar a concha.
· 1 bico de silicone.
· Bomba elétrica para retirada do leite materno. Não acho necessário comprar. Existem empresas que alugam e as vezes até a própria maternidade. Se você perceber que realmente vai usar aí sim compre.
· Canguru . Compre um modelo que dê desde recém-nascido.
· Bebê conforto que vibra, tem alguns modelos que também balançam.
· Sling. Escolha um que se adapte ao seu tamanho . Os bebês amam!!!
· Tapete para brincar, mas nada impede de ser um edredom.
· Mordedor.
· Brinquedos para a hora do banho.
· 2 protetores de colchão.
· 4 lençóis de berço (3 peças). Quando vierem apenas 2 peças (Cobrir e fronha), compre o de baixo de malha com elástico .
· 1 travesseiro anti-sufocante.
· 6 cueiros grandes (máximo 8).
· 4 mantas grandes.
· 6 camisas de pagão-Opcional.
· 6 conjuntos de linha ( macacão ou calça + casaco )-Opcional.
· 6 bodies de 0 a 3 meses . Para todas as idades não devemos comprar mais do que 12. Dependendo da época que o bebê vai nascer comprar no mínimo 3 com manga longa e o restante ½ manga . O body é uma peça importante no enxoval do bebê.
· 4 macacões de malha (máximo de 6 por idade).
· 4 macacões de toalha (máximo de 6 por idade).
· 4 macacões de plush (máximo de 6 por idade).
· 6 calças de malha com pé reversível ou sem pé.
· 6 pares de meias para cada idade . Os sapatinhos são umas graças , mas não são tão práticos quanto as meias .
· 3 dúzias de fraldas de pano no tamanho 70 x 70 cm .Esse é o tamanho tradicional das fraldas de pano.
· 6 fraldas de boca (máx 12).
· 4 babadores . Gosto dos atoalhados na parte de cima e plastificados por baixo.
· 1 gorro . Os de malha são muito bons e dependendo da época do nascimento existem de plush .
· 4 toalhas de banho (máx 6).
· 4 toalhas fralda (máx 6).
Veja no site uma dica bacana para o chá de bebê: http://www.gravidezabsoluta.com.br/decoracao.php?cod_conteudo=395

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Parto prematuro???


Quem leu meus últimos textos já sabe que estou de molho em casa com o risco de um parto prematuro, mas o que vem a ser isso? Com quantas semanas já é possível nascer um bebê com chances reais de sobreviver? Como perceber se você sofre o risco de ter um na sua gestação?
Depois do susto me preocupei mais em pesquisar e percebi que muitas mães passaram pelo que estou passando e que também se assustaram com o diagnóstico de um possível parto prematuro e, por isso, achei melhor passar algumas informações que me aliviaram muito para encarar essa possibilidade na minha vida.

Os bebês prematuros, ou seja, aqueles que nascem antes de 37 semanas, têm mais chances de sobreviver nos dias de hoje, afinal é tanta tecnologia para cuidar desses pequenos e até minúsculos seres que cismam em sair de dentro de nós antes de estarem completamente prontos.

A partir de 23 semanas o feto já tem grande chance de sobreviver. Depois de 26 semanas ele passa a ter de 70 a 80% de probabilidade e após 29 semanas essa chance chega a 90%. Esses números, é claro, só se tornarão reais se seu bebê for atendido em uma boa UTI neonatal, então escolha muito bem sua maternidade, principalmente se você tem o risco de um parto antes das 37 semanas.

Na semana que me internei para a Circlagem passei para dar uma olhada na UTI da maternidade que já havia escolhido para ter minha filha, pois tinha uma amiga com seu filho internado lá. Neste momento ainda não sabia que passaria pelo susto que passei, mas parece que foi Deus que me enviou àquele lugar.

Quando cheguei na UTI, fiquei um tempo esperando na sala de espera a minha amiga sair lá de dentro, onde as visitas são bem restritas. Esse tempo foi primordial para a minha calma hoje, pois vi fotos de vários prematuros de diversos pesos que saíram de lá super saudáveis. O que mais me impressionou foi a foto do bebê mais prematuro que sobreviveu, pois ele só tinha 280g.
Você consegue imaginar o tamaninho dele? Isso realmente me acalmou quando soube que tinha que fazer o tal procedimento e do risco de um parto prematuro, pois no dia da internação minha filha já tinha 700g, quase o triplo do peso daquele bebezinho forte que havia visto pela foto há alguns dias atrás. Isso me deixou mais forte também e me fez acreditar ainda mais que tudo ia dar certo e vai dar.

Para finalizar, acho que é importante todas nós sabermos alguns sinais que podem indicar um parto prematuro para que, assim, todas tenhamos a chance de ser previamente diagnosticadas e tratadas e nossos bebês fiquem o máximo possível na segurança do útero materno. São eles:

· Cólicas parecidas com as do período menstrual (constantes ou ocasionais)
· Dores constantes no baixo ventre, umapressão na região pélvica (como se o bebê estivesse empurrando para baixo)
· Cólicas abdominais (com ou sem diarréia)
· Aumento e alteração da consistência do corrimento vaginal (especialmente se ele se torna mucoso como o do período ovulatório)
· Contrações uterinas a cada 10 minutos ou mais freqüentes (podem ser dolorosas)

Acredito que perceber tudo o que passa com a gente é sempre importante e isso se torna ainda mais crucial quando carregamos uma ou mais vidas dentro de nós, pois neste momento nossa responsabilidade aumenta e uma simples percepção pode salvar mais que a sua vida, pode salvar a dos seus filhos também.

No Portal Gravidez Absoluta também fizemos uma matéria sobre o assunto. Clique aqui e saiba mais!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Pré-Natal, Incompetência Istmo Cervical e Circlagem


Parece que por conta de resolver tomar para mim a responsabilidade de passar para todas as gestantes importantes informações sobre os vários tipos de gestação, suas facilidades e complicações, acabei tendo uma segunda gestação com vários sustos e surpresas. Isso me fez ver a realidade da frase “Cada gestação é uma gestação” que é muito usada por mim, mas que nunca havia vivido na pele.

A mais nova surpresa veio na minha última visita de pré-natal, onde descobri que meu colo era incompetente, ou seja, flácido, e que estava se apagando, ou encurtando, cedo demais. Nessa altura eu estava com exatas 24 semanas e não esperava me deparar com tal notícia. Apesar de escrever sobre gestação não sabia muito sobre esse assunto, o que me deixou meio preocupada.

Minha médica me falou que meu colo, por se apresentar flácido, poderia não aguentar maiores esforços e que eu deveria ficar de repouso, parar de malhar e não pegar peso. Isso foi numa sexta-feira e ela pediu para me ver na segunda para poder avaliar melhor a evolução do quadro e que se piorasse teríamos que circlar o colo do meu útero para evitar um parto prematuro.

Voltei pra casa e segui o que minha médica recomendou, mas no dia seguinte comecei a sentir um peso maior na região pélvica e vi que havia descido um pouco mais de um muco com aspecto de borra de café. Tanto o muco quanto a sensação de peso eram coisas que me incomodavam nas últimas duas semanas, mas neste dia, principalmente, o peso começou a me incomodar mais, o que me fez ligar para ela.

Minha médica ao me ouvir decidiu me examinar e já me preveniu para não comer mais nada até que ela me examinasse, pois se fosse preciso fazer a tal circlagem, eu já estaria preparada para a anestesia.

Fui ao seu encontro no meio da tarde e ao me examinar, ela pôde ver que meu colo tinha diminuído ainda mais de comprimento e que não poderia esperar mais para circlar. Ela me explicou que se a bebê começasse a entrar pelo canal do colo não poderia mais aplicar o procedimento, pois teria risco para a Ágatha.

O procedimento em si foi tranquilo. Internei às 17h e às 19h já estava entrando no centro cirúrgico. Tomei uma anestesia ráqui que me fez não sentir mais as pernas e algo para dar uma dormidinha. Foi tudo muito rápido e logo que terminou a única sensação esquisita foi a de continuar não sentindo minhas pernas o que logo se resolveu.

Quando cheguei ao quarto comecei a sentir uma contração de parto e chamei a enfermeira que logo administrou os remédios cabíveis, o que fez parar a dor. Minha médica já havia explicado que isso era normal por ter manipulado o útero e que tinha que continuar internada até de manhã exatamente para poder receber esses medicamentos através do soro.
O único incômodo dos medicamentos intravenosos era que me deixavam com um pouco de taquicardia, mas, assim que saí do soro e passei a tomar os medicamentos que serão meus companheiros até o fim da gestação, essa sensação parou e agora só tenho que enfrentar a chatice do repouso, mas minha filha vale o esforço.

Nessa última consulta de pré-natal pude realmente ver como é importante tal acompanhamento. Imagina se não tivesse ido? Poderia ter me arriscado a ter minha filha muito prematuramente. Por isso temos que ter um bom acompanhamento durante toda a gestação e seguir tudo o que nossos médicos nos falarem. Quando dá tudo certo parece que o pré-natal nem precisaria ter existido, mas nunca sabemos quando pode dar algo errado e para isso temos que estar sempre preparadas.

Sair da maternidade sem nosso bebê por ter que deixá-lo na UTI não é o que nenhuma mãe deseja e eu me incluo neste grupo. Então, agora, é seguir a risca todos os cuidados que minha médica me passou para que só depois de 37 semanas venha a dar entrada novamente na maternidade para aí, sim, sair com a Ágatha nos braços com o sorriso mais reluzente do mundo.

Pré-natal não é só uma rotina pura e simples da gestação é uma forma real de fazer com que nossos filhos venham ao mundo o mais saudáveis e fortes possíveis. E, se isso, por algum motivo, não for possível, pelo menos poderemos estar preparadas para recebê-los e cuidar deles da melhor maneira a fim de garantir sua sobrevivência e seu desenvolvimento saudável. Além da saúde do bebê, o pré-natal cuida da nossa saúde e só uma mãe sabe como precisamos de saúde para cuidar de um recém-nascido. Então, façam pré-natal e curtam cada minuto da sua gravidez. Vocês merecem!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Sustentabilidade e Quarto de bebê



Desde que engravidei da Ágatha tenho adquirido um gosto maior por coisas antigas, o que me fez optar por móveis "da vovó" para usar na decoração do quarto da minha filha. Para minha sorte existem na minha família algumas peças que servem direitinho para o propósito de mobiliar o quarto dela, então, logo que tive esta idéia tratei de nogociar com os respectivos donos a tranferência dos mesmos para a minha casa.

A coisa boa de móveis antigos é que no tempo dos nossos avós tudo era feito com madeira boa que realmente dura gerações. E, usá-los como mobília para o quarto de um bebê, pode trazer, além de resistência e durabilidade, um quê de romântismo quase que perdido nos dias de hoje.

Outra coisa boa sobre esses móveis é que depois de usá-los para a fase baby do seu filho, você poderá colocá-los em qualquer outro cômodo da casa sem a menor chance de parecer coisa de criança ou até mesmo continuar usando no mesmo quarto, pois, com certeza, eles podem acompanhar o crescimento da criança e as possíveis mudanças de decoração sem ficar preso a um estilo infantil demais.

A minha opção foi reformá-los tirando um pouco do peso do verniz escuro dos móveis que selecionei fazendo uma pátina clara em todos eles. Optei por criar uma decoração sem muito fru fru, mas que tenha um tom fofo que a vinda de qualquer bebê pede.

Além desses móveis, comecei a comprar coisas para o quarto que não sejam específicas de bebê para compor a decoração, pois acredito que a sustentabilidade do quarto e de tudo que nele for usado é um favor para a natureza e para o meu bolso. Gastar fortunas em decoração de quarto de bebê que só vai durar no máximo, estourando, dois anos, acredito não ser a melhor opção nos dias de hoje. E, com criatividade, peças antes nem pensadas para decorar o quarto do seu filho, podem se tornar uma bela escolha que permanecerá na decoração da casa por muito tempo ainda.

A sustentabilidade tão falada nos últimos tempos é sem dúvida uma palavra que deve se tornar parte do cotidiano de todos nós. Nos preocupar com a durabilidade dos bens de consumo, com sua possível reciclagem, com a origem legal delas e com a responsabilidade social nelas envolvidas é uma obrigação nossa se queremos que nossos filhos tenham um lugar descente para viver.

Esperar isso simplesmente do governo pode ser cômodo demais e pouco funcional. Vamos fazer o nosso pouquinho para um mundo melhor, pois cada pouquinho junto pode virar algo grandioso. Fazer parte disso tornará você e seus filhos seres humanos muito melhores que saberão curtir e respeitar verdadeiramente as coisas simples e lindas da vida e não apenas os jogos mais atuais de video game. A natureza é o mais rico e belo parque de diversões, só precisamos saber usá-lo, respeitá-lo e admirá-lo.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Desculpa, com licença, por favor e obrigada. Palavras mágicas na vida e na educação de um filho. Abusem delas!



Esses dias me peguei em um ato que tem se tornado menos comum pra mim, mas que já me foi bem habitual há uns tempos atrás, antes de conseguir evoluir no papel de mãe.

Sempre soube que não era uma mãe perfeita e sei que morrerei sem conseguir ser, mas isso não me impede de tentar melhorar neste papel todos os dias da minha vida e, principalmente agora, que tenho mais uma menininha a caminho que depende de mim para ser uma pessoa que faça diferença neste mundo onde a maioria pensa somente em si.

Uma atitude que incorporei no processo de educação dos meus filhos foi o ato de pedir desculpas. Percebi que poucas mães usam estas palavras com os filhos. Diga-se de passagem, nem esta nem aquelas palavras mágicas que tanto nos ensinaram quando pequenos, como: com licença, por favor e obrigada. Talvez por acharem que os filhos só têm que obedecer suas ordens, não entendam que tais palavras usadas ao lidar com eles mesmos no dia a dia fazem com que se torne mais fácil ensinar seu uso com outras pessoas. Afinal, se elas são tão importantes no cotidiano social, por que não seriam em casa também?

Meu pai Oscar (gostaria de explicar que tenho dois pais maravilhosos, um que me deu a vida e outro que me ajudou muito a vivê-la, que são respectivamente o Marco Aurélio e o Oscar) quando tentava incessantemente me educar ao comer à mesa, dizia que quando se come direito em casa, sempre vira um hábito, o que torna mais fácil fazer o certo quando se está em um ambiente mais sóbrio que realmente precise do requinte desta educação.

Quando comecei a educar meus filhos, percebi como ele realmente estava certo, mas que o exemplo não deveria ser somente seguido em relação à etiqueta e, sim, em tudo e, especialmente, no uso das palavras mágicas que mencionei anteriormente.

Comecei a usar o pedido de desculpas com meu filho por conta de às vezes perceber que descontava nele o estresse do meu dia, o que pra mim era imperdoável, mas algo que ainda não conseguia controlar. Então, ao me exaltar demais quando meu filho, por exemplo, derramava um copo dágua na mesa, respirava, percebia a grande besteira que eu estava fazendo e chegava humildemente para ele e pedia desculpas por ter passado dos limites, explicando que aquilo não era o certo, que iria tentar melhorar para não acontecer mais. Dizia que o que ele fez poderia ser evitado se ele prestasse mais atenção, mas que mesmo assim eu não deveria ter me exaltado tanto.

O mais importante pra mim nestes eventos, que não são nada agradáveis nem para mim, nem para o meu filho, é que eu sempre consigo me explicar dizendo que não sou perfeita, mas que estou tentando ser a melhor mãe que eu posso pra ele e, no final, depois de tudo exclarecido e de ambos entenderem seus erros, ele sempre chega perto de mim e me dá um abraço forte com um beijo mais que gostoso e diz: “Tudo bem mamãe” Isso me dá mais forças para melhorar como mãe e me dá a certeza de que eu aprendo tanto com ele como ele comigo.

Acredito que quando você vira para o seu filho e assume que errou em qualquer ocasião em que realmente tenha errado, só faz com que ele respeite ainda mais você e tudo o que certamente faz por ele e que nem sempre sai do jeito que imagina. Como disse no começo do texto, não sou uma mãe perfeita e ainda não conheci nenhuma mulher que fosse, mas o que nos torna melhores, não melhores que outras, mas melhores que nós mesmas já fomos, é saber que se errarmos estaremos fazendo isso tentando o nosso melhor e, que se pedirmos desculpas, estamos mostrando que também continuamos aprendendo e isso nos liga muito mais a nossos filhos, fazendo com que eles nos respeitem, nos ouçam, nos obedeçam e nos amem muito mais. Não apenas a simbologia da mãe que toda criança cria, mas a mãe de verdade que você se tornou.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Hamburguer de frango

Meninas,

Olha só mais uma receitinha deliciosa!

INGREDIENTES:
- 500g de carne moída de frango
- 2 dentes de alho amassados
- sal e pimenta-do-reino a gosto
- 1 xícara de chá de cenoura ralada
- 1 xícara de chá de flocos de milho
- ½ xícara de chá de salsinha
- ½ xícara de chá de molho de tomate light
- 2 colheres de sopa de queijo parmesão light ralado
- margarina light para untar a assadeira

MODO DE PREPARO:

Tempere a carne moída com alho, sal e pimenta-do-reino. Em uma tijela, misture a carne, a cenoura, os flocos de milho e a salsinha. Modele os hambúrgueres, pode utilizar um pote que tenha a boca do tamanho de um hambúrguer, para servir de molde.

Coloque os hambúrgueres em uma assadeira untada. Leve para assar em forno médio (180º C), deixe de um lado e depois vire-os para assar do outro lado. Numa panela, coloque o molho de tomate e 2 colheres de sopa de água, leve ao fogo até levantar fervura e despeje por cima dos hambúrgueres, salpique o queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

Rendimento: 5 porções

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Ultrassonografia Morfológica



Ontem fiz a ultra morfológica. Já estava com saudades de ver minha filha e sabia que desta vez ela estaria com mais carinha de bebê de verdade, pois antes ainda parecia um Etzinho, um Etzinho lindo, mas ainda sim não tinha os traços fofos de um bebê assim com estamos acostumadas.

Fui até a Perinatal da Barra onde a minha obstetra Vivi tinha indicado o melhor médico para fazer este tipo de exame, o Dr. Renato. Chegando lá fiquei deslumbrada com a beleza e a modernidade desta maternidade que ainda não tinha tido a felicidade de conhecer. Não posso negar que fiquei tentada em ter minha princesa por lá. Ai que dúvida cruel.

O exame foi maravilhoso. Nele pude ter certeza, pela primeira vez através deste tipo de exame, que minha filha é realmente uma menina, pois nos outros ela ainda não havia permitido mostrar sua genitália assim como qualquer menina bem educada. Outra coisa que pude ter certeza foi que ela realmente está perfeitinha com cinco dedos em cada mão e em cada pé dentre outros detalhes que nós mães fazemos questão de analisar neste tipo de exame.

Essa ultra deve ser feita entre 20 e 24 semanas, preferencialmente, e é um pouco mais demorada que as outras, pois os detalhes a serem analisados são muitos, como:



Pólo cefálico
Cérebro
Face
Coluna
Nuca
(prega cutânea occipital)
Tórax
Coração
Abdome

Aparelho Genito-urinário
Trato Gastro-intestinal
Extremidades
Atividade e ritmo cardíaco

Este exame é o segundo do gênero que normalmente é pedido pelos obstetras para avaliar minuciosamente a existência da presença de alguma anomalia fetal. O outro é a famosa TN, sobre o qual já falei anteriormente e que é mais determinante do que este, mas que juntos eliminam ainda mais a chance de diagnóstico errado.



Graças a Deus minha filha se mostrou perfeitinha, o que me deixou mais tranquila para seguir em frente com os últimos meses desta gestação, que não vejo a hora de terminar para ter meu bebê nos braços. Que venha a contagem regressiva.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Ansiedade! Ela não é um privilégio da primeira gestação.



Quando soube que estava grávida pensei que agora tudo seria mais calmo, que a ansiedade seria bem menor e que a tranquilidade seria a palavra chave para definir este momento que apesar de ser novo não era tão novo nem cheio de mistério assim, afinal eu já tinha tido uma gestação anterior e ainda escrevia para grávidas de todo o Brasil já tinha algum tempo.

Eu estava muito enganada, pois a ansiedade desta vez se revelou quase que dobrada. Eu estou com 20 semanas e meia, agora, e não paro de contar os dias para ver a carinha desta menininha que cresce dentro de mim mais e mais a cada dia.

Na primeira vez a ansiedade só veio no último mês, o que pra mim era mais que normal, afinal despois de 8 meses vendo a barriga crescer e sentindo o meu filho mexer, nada mais natural que querer pegar logo esse ser tão indefeso e dependente de mim no colo e não parar de admirá-lo.
A ansiedade que se apresentou desta vez começou a me parecer fruto de toda uma história nova que envolve a vinda da Ágatha, até porque, agora, terei que consciliar o meu filho, o filho do meu marido e a nossa filha. E, por mais que, hoje, eu cuide e eduque os meus dois meninos igualmente, pois ambos moram comigo, só um foi criado por mim desde sempre.

O que acabou se tornando super comum nos dias de hoje – o meu, o seu e os nossos - ainda não se tornou muito fácil pra mim de administrar e nem sei se será algum dia, pois pessoas com criações diferentes interagindo num mesmo ambiente é facilmente sinal de confusão, mesmo quando tanto amor é envolvido como no nosso caso.

Fico realmente ansiosa sobre como tudo isso irá acontecer. Como será que as crianças vão se comportar depois que a Ágatha nascer? Como será que eu vou lidar com essa história toda? E o meu marido? São muitas as dúvidas que vão além do questionamento de qualquer mulher sobre a capacidade de ser boa mãe ou sobre os medos do novo.

Realmente acredito que isso é o que resultou em uma maior ansiedade minha nesta gestação que envolve tantas pessoas diferentes e sentimentos mais diversos ainda. Só realmente uma mulher para tentar e até conseguir administrar tudo isso. Ainda bem que somos nós que parimos e ainda bem que estou mais do que disposta a vencer mais este desafio.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Escolha da maternidade

Quando soube da primeira maternidade seis estrelas do Brasil fiquei tentada em ter minha filha por lá, mas a distância me fez mudar de idéia, pois como meu primeiro parto já foi rápido, acredito que agora será ainda mais ligeiro. Achei melhor não arriscar ter um parto no meio do caminho.
Quando resolvemos optar por uma maternidade temos que levar em conta várias questões. Primeiro de tudo temos que analisar se existe UTI neo-natal e materna, pois é super desagradável além de mais arriscado aguardar por uma transferência seja ela pra você ou para o seu filho, caso qualquer um dos dois precise de maiores cuidados.
Outro aspecto que acho importante é saber sobre o atendimento lá prestado e isso você só tem como checar verificando as experiências de outras mães que já tiveram filho nos lugares que você está avaliando. Mas, não use apenas uma experiência para te ajudar a decidir, se possível, avalie pelo menos três experiências de cada maternidade.
Sempre vá visitar as maternidades antes de decidir e observe bem o grau de higiene dos locais avaliados, pois sujeira e maternidade não têm como combinar. É sempre bom prevenir qualquer tipo de infecção hospitalar.
Uma coisa que acredito ser muito importante também é a proximidade da maternidade da sua casa e/ou trabalho, pois com o trânsito caótico que enfrentamos nas principais capitais não devemos nos arriscar a ter um parto no meio da rua por conta de não conseguir chegar a tempo no local que escolhemos para parir com toda a segurança e conforto que merecemos.
Depois que tiver selecionado as maternidades mais seguras e mais bem preparadas para receber você e seu bebê comece a analisar o espaço e os mimos oferecidos por cada uma delas para, então, bater o martelo.
As maternidades estão cada vez mais se preocupando com estes detalhes e saber que você estará bem amparada e que não vai ter que receber seus familiares e amigos com uma cara mais pra lá do que pra cá é muito consolador. Não se esqueçam que parir é muito bom, mas é cansativo e as olheiras acabam aparecendo deixando um ar meio abatido na maioria das mulheres.
Eu optei pela Perinatal que, aqui na zona sul do Rio, me oferece todos os mimos do jeito mais seguro para mim e para a Ágatha. Não é a seis estrelas, mas é a irmã mais velha dela e, que mesmo não sendo tão novinha, tenho certeza que cuidará muito bem deste momento que espero com tanta ansiedade e que será muito importante para a nossa família.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Sonho de grávida



Muitas amigas minhas grávidas me relatam ter sonhos loucos e eu, obviamente, não pude fugir à regra. Logo eu que sonho tanto e que por sinal adoro sonhar não poderia ficar imune a estas loucuras noturnas e até diurnas que perseguem os pensamentos das sonolentas grávidas.

Desde que engravidei tenho tido sonhos bem malucos, mas o mais intrigante de todos é um que já se repetiu por algumas vezes e que apesar de mudar o cenário sempre tem o mesmo sentido.

Sonho por vezes que estou em algum local e que resolvo falar, cuidar, interagir com minha filha que ainda está no meu ventre. Assim que me pego tendo esta vontade minha filha aparece em meus braços e dependendo do sonho me vejo na piscina, num campo ou simplesmente numa sala conversando com ela e dando-lhe carinho.

Já tive alguns sonhos assim, mas o mais engraçado de tudo é quando, no final, tenho que falar para ela que é hora de voltar para dentro de mim. Digo-lhe que ainda não é sua hora de vir, pois ainda precisa ficar mais forte e mais preparada para enfrentar o mundo aqui fora. Explico-lhe tudo isto com muito carinho e ela numa fração de segundos volta para a minha barriga com se nunca tivesse saído.

Eu realmente acho estes sonhos muito loucos, mas até que fazem certo sentido na minha mente. Por sinal adoro tê-los, pois me fazem sentir mais próxima da minha filha, que por mais que sinta suas estripulias dentro de mim, não superam a felicidade de ver seu rostinho ou pegar em suas mãos ainda tão pequeninas.

Outra coisa que me intriga nestes sonhos é que, antes, quando via minha filha, ela não tinha muito bem o sexo definido ainda. Ao olhar para ela não estava óbvio se era uma menina ou um menino, mas agora ela passou a ter uma carinha linda de menina que até usa brinquinhos delicados como ela, além de ter olhos azuis lindos e cabelos loiros arruivados.

Não vejo a hora de sonhar com ela novamente. Na verdade não vejo a hora de tê-la em meus braços. Mas, como temos que esperar um pouco mais para que ela se desenvolva por completo, fico feliz em poder sonhar com aquela carinha de vez em quando.

Bons sonhos a todas!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Torta de legumes



Esta receita é super light e é um ótimo acompanhamento para qualquer tipo de proteína ou de salada verde. Adoro essa torta, pois ela não tem um gosto muito forte e por isso não encobre o sabor de nada que for servido junto com ela.
Eu particularmente gosto muito de colocar coentro na receita. Acho que deixa a torta ainda mais saborosa, mas isso é só uma dica. Se não gostar deste tempero nem precisa se preocupar.
Eu realmente só estou indicando receitas que provei e gostei espero que vocês gostem também e me mandem seus comentários.






INGREDIENTES:



- 2 chuchus picados
- 2 cenouras picadas
- 200g de vagem picadas- 2 gemas - 2 claras em neve- 1 cebola picada
- 2 colheres de sopa de salsinha picada- 2 dentes de alho picado - 1 colher de sopa de margarina light- 2 xícaras de chá de leite desnatado- 2 colheres de sopa de farinha de trigo- sal a gosto- 1 colher de sobremesa de fermento em pó
- 2 colheres de sopa de queijo parmesão light ralado





MODO DE PREPARO:
Cozinhe os legumes picados. Coloque numa vasilha, acrescente a cebola e a salsinha picada e reserve. Bata no liquidificador: o leite, as gemas, a margarina, o alho, a farinha de trigo, o fermento e sal. Depois de misturados os ingredientes no liquidificador, adicione o creme aos legumes picados e em seguida acrescente as claras em neve que serão misturadas delicadamente. Coloque a massa em um refratário untado com margarina. Leve ao forno pré-aquecido para assar, quando estiver quase pronto, salpique o queijo parmesão ralado por cima e deixe mais um pouco no forno até dourar.

Rendimento: 6 porções

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Uma cama pequena demais para nós dois



É incrível, mas não lembrava que precisava tanto de espaço para dormir durante a gravidez. Eu sempre gostei de dormir juntinho, mas o incômodo da barriga acaba exigindo mais espaço para que eu ache a posição ideal durante o sono e o meu excesso de viradas pra cá e pra lá não devem ser nada agradável para o meu marido.

Eu e o Allan somos pessoas de certa forma grandes, eu com mais de 1,70m e ele com mais de 1,80m e nossa cama sempre foi tida por grande para nós antes da gravidez. Mas agora ela parece de solteiro, pode?

Começamos a pensar seriamente em trocar a nossa cama por uma maior, mas eu fico pensando se com o passar dos meses e com a volta do meu corpo ao normal, eu não vou sentir falta da cama que sempre foi o reduto de tanto amor para continuar nos unindo cada vez mais.

Dormir durante a gravidez pode ser bem complicado, principalmente com o crescimento da barriga, mas é importante achar logo no começo uma posição que te deixe mais confortável para que seu sono não seja prejudicado quando, tecnicamente você tem mais tempo pra dormir. Afinal, depois que os filhos nascem, aí, sim, o sono fica mais prejudicado pelos intervalos curtos de mamadas.

Lembrei, então, de algumas dicas e resolvi seguí-las para ver se dava resultado, como dormir virada para o lado esquerdo com um travesseiro na cabeça e um no meio das pernas meio que flexionadas em posição fetal. Essa mudança melhorou muito o meu sono e já tem alguns dias que não falamos mais em trocar de cama. O pior é que eu estava até me acostumando com a ideia de ter uma cama maior, mas acho que agora não tem mais razão de ser, só se isso acabar se tornando um desejo de grávida, mas como uma boa virginiana, acho melhor deixar estes gastos para depois do nascimento da Ágatha. Sabe lá que gastos me esperam.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Cravos, espinhas e Gravidez



Como não canso de dizer toda gravidez é única e posso ver isso perfeitamente com a minha segunda gestação que está sendo totalmente diferente da gravidez do meu primogênito.

Quando fiquei grávida do Gabriel, só me lembro de ter tido uma crise de enjôo e várias de sono incontrolável que terminaram no fim do primeiro trimestre. Só me lembro destes pequenos desconfortos e depois foi só alegria. Me senti muito bonita durante todo o período da gestação, pois minha pele, meu cabelo e minhas unhas nunca ficaram tão fortes e saudáveis. Tudo correu muito bem desde o início até o final.

Nesta gravidez as coisas estão sendo um pouco diferentes, mas o pior acho que realmente já passou. Já pude dar adeus aos enjôos, dores de cabeça e sonos incontroláveis, mas, agora, estou enfrentando algo novo, o problema com espinhas e cravos, coisa que nem na adolecência tive que combater.

Já ouvi muita coisa sobre a diferença entre gravidez de menino e menina. Já me disseram de tudo, que gravidez de menino nos deixa mais bonitas e também o contrário, que gravidez de menina dá mais enjôo e também o contrário, que a nossa pele, cabelos e unhas ficam melhores na gravidez de menino e também o contrário. No que acreditar? Descobri que o melhor é observar e realmente aceitar que não tem uma única receita de bolo para toda gravidez. Cada uma é única independente de ser menino ou menina.

Como disse antes espinhas e cravos têm sido meu novo desafio. Eles insistem em aparecer deixando minha pele que antes erá ótima com um aspecto mais áspero e não saudável. O pior mesmo é quando aparece uma espinha enorme e vermelha que nem o melhor corretivo consegue disfarçar bem, mas graças ao meu marido descobri algo que está salvando literalmente a minha pele.

O Allan me apresentou a Verônica, que faz limpeza de pele na Clínica Pitanguy. Ela é uma querida e ainda cuidou da minha pele tão bem que já posso contar algumas semanas com meu rosto livre dos vilões desta fase. Santa Verônica!!!

Ela faz uma limpeza de pele com todos os cuidados para não usar nada que possa prejudicar nem a mim nem ao meu bebê e ainda tem todo o carinho para lidar com nosso aumento de sensibilidade que é normal durante a gestação.

Tenho usado, também, para prevenir a volta de cravos e espinhas, o sabonete líquido da Gerare, que evita o acúmulo de olesidade, sempre que percebo que meu rosto está começando a ficar mais gorduroso.

Tem muita gente que indica o uso de esfoliante semanalmente, mas se você pega muito Sol é melhor evitá-los, pois eles podem estimular o aparecimento de manchas escuras e pra mim isso é ainda pior que cravos e espinhas.

Manter a pele sempre limpa, beber muita água e ter uma alimentação saudável e livre de gorduras ruins são o começo para evitar problemas no seu rosto durante a gravidez e em qualquer momento da sua vida, mesmo quando os hormônios insistem em ir ao lado oposto da beleza da sua pele. Lembre-se que a beleza da pele vem de dentro pra fora. Cuidados externos podem ajudar, mas se você não cuidar do interno esses cuidados terão que ser cada vez mais constantes.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

O primeiro brinquinho da Ágatha

Assim que cheguei a Goiânia para o casamento que já contei pra vocês tive duas surpresas maravilhosas, conheci a mulher do amigo do meu marido, a Paty, por quem me afeiçoei de cara e já considero minha amiga e ganhei um presente dela e do Leo, seu marido, que amei de paixão: o primeiro brinquinho da Ágatha.

Vocês tinham que ver a minha cara quando abri aquela caixinha pequenina e me deparei com um lindo par de brincos de coraçãozinho com uma pérola no meio. Era a coisa mais linda do mundo e obviamente decidi usá-lo para sair da maternidade.

Quando tive esta ideia fui procurar saber como era o procedimento para tal na maternidade que escolhi. Pra minha surpresa descobri que não teria ninguém para furar a orelhinha dela lá, mas que uma técnica de enfermagem poderia fazer isso depois em casa.

Como o meu marido, que é cirurgião plástico, já havia me dito que ele mesmo faria isso, questionei com a pessoa que me atendeu ao telefone se ele mesmo poderia fazer lá, mas ela me disse que não poderia ser feito por ninguém na maternidade e que isso é uma norma do hospital por conta do risco de infecção hospitalar.

Fiquei super decepcionada e liguei pro meu marido que respondeu calmamente que faria isso em casa quando chegássemos. Realmente homem é muito diferente de mulher. Para eles isso é normal. Eu é que queria que ela já saisse de brinquinho mais linda ainda do que já vai nascer, mas tive que me conformar. Pra quem não tem vocação para “piruá” realmente estou me saindo uma mãe “pirua” e tanto. Acho que estou começando a ficar preocupada comigo. Será que vou acabar sucumbindo a excessiva vaidade feminina?

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Reiki na Gravidez

Comecei a fazer Reiki para deixar minhas energias mais harmonizadas e equilibradas durante a minha gravidez e para isso estou tendo o auxílio maravilhoso da minha Guru para terapias alternativas que é a Rafa, para os íntimos, ou Rafaela Machado para quem ainda não teve o prazer de conhecer esta pessoa fofa, calma e super do bem.

Muitas mulheres acham que se manter saudável é só comer bem e fazer exercícios, mas se sua cabeça não está bem e suas energias estão todas atravancadas e desarmonizadas, não há saúde que resista muito tempo.

Ter nossas emoções controladas e bem administradas nos leva a tirar realmente o que há de melhor dos exercícios e da alimentação saudável. Vocês já não ouviram alguém dizer que faz tudo direito e não consegue emagrecer? Isso acontece porque a pessoa está com as energias atravancadas e/ou com o emocional desarmonizado. Tá certo que algumas pessoas simplesmente estão mentindo para você e para si mesmas, mas tirando estes casos de auto-boicote podemos, sim, estar esbarrando num caso de desequilibrio energético e que o Reiki pode e ajuda muito a resolver.

As energias são geradas, administradas, direcionadas o tempo todo no nosso dia a dia seja para ligar o nosso liquidificador, abrir a torneira ou simplesmente existir, pois você acha que nosso coração bate em função do que? Então, por que não acreditar que deixar a nossa energia vital em ordem nos ajuda? E, como crer que no nosso dia a dia cheio de problemas e preocupações nossa energia vital se mantém imutável?

Eu realmente sei que de vez em quando me sinto acabada com o mínimo de esforço e por vezes tenho o gás de mil pessoas. Isso pra mim é sinal de que minhas energias estão mal ou bem, respectivamente, e na minha gestação não quero arriscar ficar muito tempo em baixa, pois minha filha precisa de toda a minha energia para crescer linda, saudável e forte para poder enfrentar o mundo aqui fora. Então, boa energia para todas vocês e não se esqueçam que o que muda essa força Divina são seus pensamentos e atos. Não deixem de vigiá-los!!!

Como sempre gosto de dividir com vocês, seguem os contatos desta profissional maravilhosa.

Rafaela Machado CRT 44019 Reiki Master (Usui, Osho ,Tibetano e Kahuna)Terapeuta Floral ( Florais Sain Germain e Florais Bach)Terapeuta Floral especialização em animais ( Florais de Bach)Massoterapeuta (Pedras quentes)Massagem Facial AyurvedaArteterapia para Criançaswww.stum.com.br/rafaelamachadohttp://www.rafaelamachado.terapiaholistica.net/Cel.9182-6385 /8142-2923

sábado, 3 de outubro de 2009

Campanha Alegria para todos


Mamães,

O Gravidez Absoluta está apoiando a Campanha Alegria para Todos promovida pela Casa de festas carioca Uni Duni Tê.
Este é o quinto ano da campanha que tem o objetivo de proporcionar à crianças menos favorecidas a mesma alegria que todas as crianças têm em participar de uma festa na Uni Duni Tê.
Além de uma festa para a criançada, surgiu a ideia de arrecadar doações para presentear as crianças e ajudar algumas instituições.
Desde a primeira edição da Campanha praticamente 1000 crianças de instituições como: LBV (unidade Del Castilho), Creche Funlar (Campo Grande e Vila Isabel), Viva Cazuza, AMICCA (Amigos da Infância com Câncer), IBRM (Instituto Brasileiro de Reeducação Motora), Agência do Bem, Congregação Mariana puderam curtir uma tarde de muita alegria.

É a sua vez de ajudar!!! Basta entregar sua doação na Uni Duni Tê durante todo mês de outubro de 2ª a 6ª de 10hs às 16hs.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Mexeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Viajei para Goiânia , pois tinha um casamento de um grande amigo do meu marido para ir por lá no dia 26. O que eu não imaginava era que essa viagem teria um marco tão importante na minha vida enquanto grávida.
Fui à festa com um vestido lindo, vermelho, que meu marido teve que comprar pra mim de última hora, pois incrivelmente o que eu tinha separado para o evento ficou no Rio (Quem está ou já ficou grávida sabe como é a cabeça esquecida de quando estamos gestantes). A minha sorte foi que achei o vestido de primeira e acabou sendo um modelo que vou poder usar por toda a gravidez e depois dela quando minha barriguinha voltar para o lugar. Assim espero.
Mas, o importante aqui não é falar sobre a famosa memória precária das grávidas e nem sobre a dificuldade de se arrumar uma roupa de festa quando o nosso barrigão não para de crescer. Um fato realmente importante marcou este casamento, que vai me fazer tê-lo em minha mente para o resto da vida.
Durante a festa, bem no momento daquelas fotos tradicionais dos amigos de faculdade, todos juntos, dentre outras como aquelas com os pais e padrinhos, minha filha resolveu causar uma revolução dentro de mim e para minha sorte e minha maior emoção, meu marido estava ao meu lado e pôde sentir tudinho junto comigo. O movimento foi tão perceptível que ele chegou a me questionar se eu não estava fazendo aquilo de propósito, mas ele logo percebeu que era mesmo sua filha e ficou super feliz.
A Ágatha já tinha demonstrado bem levemente dentro de mim que estava ali viva e saudável, pelo menos é essa a minha interpretação. Eram movimentos quase imperceptíveis, mas que uma mãe de segunda viagem pode conseguir perceber um pouco mais cedo do que as iniciantes. O único problema era que estes movimentos não eram percebidos pelo pai dela, pois por serem muitos sutis só eu mesma podia sentir.

Toda mulher que já viveu uma gravidez sabe que o pai só se sente imerso de verdade neste momento quando passa a sentir os movimentos do seu filho ou filha dentro da barriga da mãe. Antes disso é uma curtição muito solitária da mulher onde o pai se sente meio distante. Muitos dizem até se sentirem excluídos deste momento tão importante na vida do casal. Então vocês devem imaginar como fiquei feliz quando pude fazer meu marido sentir nossa filha dentro de mim, realmente foi mágico e inesquecível.

A gravidez é realmente recheada de surpresas boas e ruins, mas garanto que sentir seu filho mexendo dentro de você como que querendo dizer: “Olha estou bem aqui dentro, fique tranquila!” Não tem preço! E, sentir isto junto do homem que você ama e que fez este milagre juntinho com você é mais maravilhoso ainda. Pena que não fiz um diário do meu primeiro filho, Gabriel, pois hoje gostaria de reler tudo o que aconteceu na gravidez dele. Por isso dou esta dica para vocês. Escrevam todas as sensações importantes que tiverem durante a gravidez, pois quando seu filho ou filha crescer vai gostar de escutar ou ler e você vai amar relembrar.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Torta de espinafre com ricota



Essa torta é mais um suflê e é maravilhosa para comer com o peixe assado que já indiquei para vocês. Eu particularmente adorei! Espero que vocês gostem também. Depois me mandem notícias sobre a experiência que tiveram com as receitas que fizerem em casa.
Bon Apetit!!!


INGREDIENTES:
- 3 colheres de sopa de farinha de trigo
- 1 xícara de leite desnatado
- 1 colher de sobremesa de margarina light
- 2 ovos
- 1 colher de sopa de queijo parmesão light ralado
- 1 fatia grossa de ricota (100g)
- 2 maços de espinafre cru
- ½ cebola picada
- 1 colher de sopa de salsa
- sal a gosto
- 1 colher de sopa de fermento
- margarina light para untar o refratário

MODO DE PREPARO:
Lave bem o espinafre. Folha por folha, para tirar todas as impurezas. Coloque em uma panela para cozinhar com água e sal. Escorra-o, pique as folhas e reserve. Bata no liquidificador os ovos, farinha, margarina, leite, sal e queijo ralado. Em uma tigela, amasse a ricota, acrescente o espinafre, a salsa e a cebola picada. Depois, acrescente a massa que foi batida no liquidificador e por último, o fermento dissolvido em um pouco de água e misture delicadamente. Despeje num refratário untado. Leve para assar no forno pré-aquecido por cerca de 40 minutos.

Rendimento: 6 porções

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O primeiro sapatinho rosa


Desde que tive a confirmação que esperava mesmo uma menina e, assim, pude avisar a todos, comecei a ter sensações diferentes que não tive com o meu primeiro filho homem.

Menina é diferente e isso é óbvio, mas não estava preparada para tantos mimos e tanta coisa fofa. Minha primeira experiência foi com o primeiro sapatinho rosa da Ágatha. Que coisa fofa! Fiquei até emocionada quando ganhei da Tia Tety, tia do Allan, o sapatinho lindo e rosa que ela me deu com tanto carinho.

Desde o sapatinho cada presente que ganho é uma surpresa mais fofa que a outra. O mundo de coisinhas para menina é muito mais diversificado e cheio de coisas delicadas que te conquistam mais a cada momento. E eu, que sempre fui tão básica, já estou vendo minha filha super pirua com tantos lacinhos e babados. A gente realmente muda quando menos espera. Achei que minha filha seria básica, mas estou vendo que falei isso cedo demais.

Já estou vendo o dinheiro que vou ter que gastar com tanto apretecho. Espero não me deslumbrar com tanta coisa fofa e gastar mais que realmente preciso, afinal temos que fazer todos os gastos com consciência, o que também não nos impede de curtir cada segundo deste momento único.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Receita Peixe Assado



Como prometido estou começando a enviar as receitas maravilhosas da minha personal diet Priscila Fragoso.

Este peixe está sendo o nosso preferido até agora. Digo nosso, pois a família toda está curtindo estes deliciosos prazeres fantásticos e, por isso, posso recomendar todas as receitas que passarem por aqui não só para a gravidez, mas pra qualquer fase da vida de todas as pessoas que procuram hábitos saudáveis.

Aproveitem a primeira Delícia!

INGREDIENTES:
- 5 filés de peixe (ex: salmão, linguado) (500g)
- 2 dentes de alho
- sal a gosto
- 1 colher de sopa de suco de limão
- 1 colher de sopa de azeite de oliva

Molho:

- 1 colher de sopa de azeite
- ½ cebola picada
- 1 colher de sopa de pimentão verde picado
- 1 colher de sopa de pimentão amarelo picado
- 1 colher de sopa de pimentão vermelho picado
- 1 tomate sem semente picadinho
- 1 colher de chá de páprica
- sal a gosto
- ½ vidro de leite de coco light
- 1 colher de sopa de coentro picado

MODO DE PREPARO:

Tempere os filés com alho, sal e limão. Depois, arrume os filés de peixe num pirex. Coloque o azeite por cima e leve ao forno alto para assar. Para o molho: numa panela coloque o azeite, a cebola e deixe murchar. Coloque os pimentões, o tomate, a páprica e o sal e misture até engrossar. Depois, acrescente o leite de coco e misture. Por fim, coloque o coentro e despeje o molho por cima dos filés de peixe e sirva.

Rendimento: 5 porções

Priscilla Fragoso – Personal Diet
Tel: 21 9612-2161
E-mail: priscillafragoso@uol.com.br

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Treinamento funcional



Vocês lembram que eu disse que estava fazendo musculação com o personal Fernando Pinduka??? Então, na verdade, acabou que de uma simples musculação fomos para um Treinamento Funcional... Pois é, mas o que é isso?
A verdade é que eu, como uma boa leiga que sou, tinha dado o nome mais prático a uma aula pra lá de eficiente e proveitosa. Na verdade eu achei que seria uma musculação pura e simples, mas com o decorrer das aulas vi que havia algo de diferente naquele treinamento, até que meu querido mestre me revelou que estava fazendo comigo um treinamento funcional e não musculação.
Treinamento funcional é quando o seu professor, tendo o conhecimento amplo do corpo humano, trabalha o que o aluno realmente precisa, individualmente, e não seguindo uma rotina igual e com o mesmo tipo de técnica toda semana. Eu realmente fiquei apaixonada por esta técnica e por isso resolvi revelar um pouquinho mais dela para vocês.
Eu faço treinamento toda terça e quinta, sem falta! E todo dia sou surpreendida com uma série diferente usando materiais diferentes. Em um dia trabalhamos com o elástico, em outro com bastão, num terceiro usamos os aparelhos de musculação, num quarto caneleiras e step. Cada dia é realmente uma surpresa. Fora que ele mistura técnicas num mesmo dia também fazendo com que nenhum treino seja igual ao outro.
O que mais tem me impressionado é o conhecimento que ele possui sobre corpo humano, tanto que até quando eu acabo dormindo errado e dando um jeito no pescoço ele vai lá e com manipulação resolve rapidinho. Ele realmente tem mãos santas.
O melhor de tudo é que além de conhecer o corpo humano no geral, ele tem todo um conhecimento para grávidas. E se vocês acham que ele pega leve só por conta da Ágatha estar crescendo dentro de mim, estão enganadas! Tudo, porém, é feito com o máximo de cuidado e respeito ao corpo.
Eu estou realmente impressionada com os resultados, pois até minha canela que era grossa está ficando fina com os exercícios. Coisa que achei que nunca conseguiria resolver. Todo o meu corpo está melhor desde que comecei e olha que nem fez um mês.
Não sei se existe outro mestre Pinduka como este, então gostaria de recomendá-lo para quem quiser experimentar toda essa maravilha que estou tendo acesso e amando mais e mais a cada dia.
Vamos malhar!!!!!
Fernando Pinduka: 21 9675-8912

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Dieta na Gravidez

Resolvi que já estava na hora de ir a uma nutricionista para cuidar da minha alimentação durante a gravidez. É claro que cuidar da alimentação em qualquer momento da vida é importante, mas na gravidez a nossa preocupação aumenta, pois agora o que comemos vale para duas ou mais vidas e isso gera um sentimento de muita responsabilidade.

Sei que na verdade este sentimento deveria ter vindo antes mesmo de ter engravidado, mas como já tinha uma alimentação saudável, apenas com ligeiras escapulidas, acabei enrolando um pouco mais do que o devido.

Decidi ligar para uma profissional maravilhosa, a Priscilla Fragoso, que já havia cuidado de mim há pouco tempo atrás. Ela é ótima, pois além de ser super competente, nos dá a comodidade de sermos atendidas em casa. Adoro esse luxo e principalmente quando o preço não é alto. No caso dela vale cada centavo.

Marquei com a Priscilla na segunda-feira da semana passada e ela veio aqui com todo o aparato para me medir e pesar, além de um questionário super completo para investigar meu histórico familiar e meus gostos alimentares.

Depois de muita conversa e algumas medições ela foi embora com a promessa de me entregar minha dieta na quarta. Fiquei super empolgada e ansiosa para ver o que me aguardava, até por que suas receitas são sempre muito gostosas e super saudáveis, além de facilitar o meu dia a dia com as escolhas do que fazer em casa para todos comerem.

Quarta-feira chegou e como o combinado ela deixou na minha portaria a dieta completa. Tudo estava numa pasta verde com plásticos separando as folhas onde estava tudo bem organizado e bem explicado. Nesta pasta haviam as diretrizes pro meu dia a dia, além de um calendário com o cardápio para um mês inteiro seguido de receitas deliciosas e fáceis de fazer que já pude começar a experimentar. Realmente franguinho grelhado com salada é coisa do passado. Estou descobrindo que manter a forma e ser saudável também pode ser gostoso.

A Priscilla também me mandou duas listas de compras para seguir a dieta, uma semanal e uma mensal, pois têm ingredientes que não duram o mês todo. Ela realmente pensa em tudo para facilitar a nossa vida. E outra coisa que não posso deixar de dizer e que foi uma grande surpresa pra mim, foi o fato de descobrir que ela ainda ensina a sua auxiliar doméstica a fazer as compras, a cuidar dos alimentos e dos utensílhos da cosinha. Pode?

Fiquei tão feliz com a minha dieta que pedi para a minha nutricionista para dividí-la com vocês, pelo menos as receitas, pois o acompanhamento e a definição de quantidades por refeição, além do balanceamento das mesmas só podem ser feitos individualmente, pois cada um tem uma necessidade específica e isso eu não tenho como adivinhar pra vocês.

Decidi, então, para ajudar um pouquinho, postar uma vez por semana uma receita nova com uma dica nutricional. Sei que vocês vão gostar e assim poderão compartilhar das delícias saudáveis que estou tendo o prazer de provar.

Não deixem de conferir!

Priscilla Fragoso – Personal Diet

Tel: 21 9612-2161

E-mail: priscillafragoso@uol.com.br