quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Lá vem os dentinhos - Mordedores



Por volta dos cinco ou seis meses os bebês começam com aquela vontade louca de morder, seguida de uma babação tremenda. E, quando os dentinhos começam a apontar, isso começa a piorar deixando as crianças mais irritadas podendo até ocasionar febre em alguns casos.

Escolher um bom mordedor nesta fase é essencial para estimular corretamente a mordedura do seu filho assim como aliviar a coceira e a dor do nascimento dos primeiros dentinhos.

Já vi muitos tipos de mordedores por aí em vários formatos e materiais, mas poucos são realmente funcionais. Os dentistas indicam os de latex, planos e com umas bolinhas sobre a sua superfície para poder massagear melhor a gengiva do bebê, pois são os que têm menor risco de deformar a arcada dentária dos pequenos.

Eu posso falar que testei vários com a minha filhota e o que ela acabou gostando mais foi esse de latex mesmo. Existem uns com líquido dentro, tipo boias, mas são muito molengas e quando ela está nervosa com o incômodo dos dentes só algo mais duro faz ela acalmar.

Tem também outros mais duros com líquido dentro para colocar na geladeira e ficarem geladinhos para dar um efeito anestésico na gengiva, mas a maioria que achei não tem uma boa anatomia e na hora de morder acabam escorregando da boca o que pode deixar a criança ainda mais irritada.

O melhor mesmo é testar alguns para achar o que mais se adapta com o seu filho, pois não há nada mais complicado que criança irritada com os dentes nascendo. Só quem já passou por isso sabe o quanto pode ser sofrida esta fase para pais e filhos.

Obs: Para acalmar as crianças quando estão muito irritadas, ainda existem os anestésicos bucais, mas essa opção deve ser levada ao pediatra do seu filho para que ele aconselhe melhor o que usar e como usar.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Barulhos do bem



Na hora de dormir, seu bebê precisa de todo o silêncio do mundo para conseguir enveredar no mundo dos sonhos, certo? Errado! Nem sempre é assim. Muitos bebês gostam de barulhos da natureza como chuva, rios ou mares, além de sons de pássaros ou do vento soprando levemente sobre a folhagem.

Existem crianças que não têm problema algum para dormir, mas muitas delas acabam sendo afetadas pelos barulhos alheios, o que acaba trazendo noites mal dormidas para pais e filhos. Se seu bebê não dorme bem, ninguém consegue dormir direito também, não é mesmo?

Os barulhos do mundo moderno não param nem durante a noite e fazer com que todos eles interrompam só para seu bebê dormir parece ser impossível. Mas, enquanto sons de música instrumental lenta, sons da natureza ou qualquer emissão de sons calmantes ajudam nossos pequenos a relaxar, só um acaba com a interferência de todo barulho ao redor, trazendo um sono sem interrupções, o barulho branco.

Mas o que é barulho branco? É um barulho que nasceu da junção de todas as frequências de barulhos existentes, somando cerca de 20.000 sons. Quando este som é emitido, anula qualquer outro que insista em perturbar aquela cena angelical que é a do seu bebê dormindo tranquilamente.

Este ruído é similar ao das TVs antigas quando não conseguiam sintonia. Você pode achá-lo em aparelhos próprios para a emissão deste tipo de som ou em MP3 para downloads gratuitos ou pagos na internet. Ele também pode vir puro ou misturado a sons calmantes como os da natureza. Vale a pena tentar! Espero que esta dica ajude a afastar os vizinhos barulhentos, ou pelo menos o som deles. Boa sorte!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

É hora de ir para o chão

Quando o bebê começa a ficar mais fortalecido do torax pra cima é hora de colocá-lo para começar a dar suas primeiras tentativas de engatinhar. Isso normalmente ocorre por volta dos cinco/seis meses e deve realmente ser estimulado.

Sabe aqueles tapetinhos montáveis e coloridos que tem em qualquer loja de coisas de bebê? Então, esses são ótimos, mas tem que existir um certo cuidado, pois há uma versão com pedaços pequenos que não são indicados para esta fase. Melhor optar pelos inteiros sem desenhos, evitando, assim, qualque ingestão de objetos indesejáveis.

Caso você não tenha como comprar um desses, que não são tão baratinhos assim, você pode usar um edredom colocado no chão, embora ele não fique fixo, o que pode atrapalhar no aprendizado do seu pequeno. Esses emborrachados são realmente os melhores para estimular esta nova fase do bebê, que o levará a ser um ser andante muito em breve, pois além de ficarem fixo no chão sem se movimentar ao movimento do bebê, protegem o pequeno das quedas e rolamentos mais bruscos.

Quando começar a estimular seu filho, lembre-se de reunir alguns brinquedos que chamem bastante a atençao dele com cores forte, barulhos ou movimentos. Ponha todos a sua volta a uma distância razoável para que ele se estimule a ir buscá-los.

No começo seu bebê cansará mais facilmente dessas tentativas de alcançar os seus brinquedos favoritos, mas conforme ele fique mais fortalecido, conseguirá ficar nesta brincadeira por mais tempo.

Além de ajudar no engatinhar do seu bebê, esse estímulo o ajudará a sentar sozinho mais rapidamente, pois fortalecerá a parte de cima do tórax, o que é essecial para que ele se equilibre ao sentar e depois ao ficar em pé.

Separe sempre um tempo do dia para esses estímulos. Aproveite e tente que seja você a fazer isso, caso trabalhe fora ou tenha babá, pois será bem provavelmente nesse momento que você será a primeira a ver seu filho engatinhar, dando seus primeiros passinhos. E não há nada mais gostoso no mundo do que curtir estas descobertas do seu pequeno.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Gravidez Absoluta - Mimo para os pais

Você já parou para pensar que existe um outro protagonista na gravidez, além de você e seu filho? Pois é, o paizão, aquele homem que se tornará o herói do seu filho também é parte fundamental neste momento da sua vida, apesar de não carregar um bebê no ventre, nem passar por exames e pelo momento do...

Veja as dicas de presentes para o Dia dos Pais no Gravidez Absoluta!
www.gravidezabsoluta.com.br

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Lançamento do Livro Gravidez Absoluta





Faltam apenas alguns dias para o nascimento do filho mais esperado do Projeto Gravidez Absoluta. A ideia da Assessora de Beleza, Saúde e Bem-Estar para grávidas, Sabrina Schmidt, surgiu há pouco mais de dois anos ao perceber que era necessário fornecer às gestantes de todo o Brasil informações com dicas saudáveis e de autoestima para mulheres nessa fase da vida e, não apenas sobre o bebê. A semente foi plantada, nasceu este site, dele surgiram frutos: o primeiro é o Livro Gravidez Absoluta, pela Réptil Editora.

O lançamento reúne todas as dicas e informações necessárias para que as mulheres possam passar pela gestação da melhor forma possível. Ideal para quem se prepara para a chegada do bebê, o livro conta com a experiência de profissionais renomados que ajudam no planejamento familiar e financeiro, na montagem do enxoval, na preparação física e psicológica da futura mamãe, além de mostrar como lidar com os cuidados do recém-nascido.

A comemoração acontece dia 29 julho, no Espaço Quintal, na Rua Arnaldo Quintela, 58, em Botafogo, às 18 horas. E, durante o evento, Sabrina Schmidt faz questão de disponibilizar um espaço para arrecadação de donativos - como fraldas, produtos de higiene e puericultura, leite em pó e peças de vestuário novas ou usadas para bebês de até um ano - que serão entregues para as grávidas carentes do Rio de Janeiro na próxima edição da Campanha Gravidez Absoluta para Todas, que acontece em outubro.

Aliás, parte da venda do livro será revertida para a ONG A Força do Bem de Isabel Filardis, instituição criada para melhorar a qualidade de vida dos portadores de deficiência. E tem mais: especialmente no dia do lançamento, o livro será vendido * a um preço mais acessível, diferente das livrarias, e as primeiras 80 grávidas que adquirirem um exemplar ganharão ainda um kit especial da Granado.

Além disso, todas as presentes participarão de um sorteio para concorrer a um kit completo da Granado para a mamãe e o bebê, a outro bem variado da Rozenlândia Baby e a uma calça jeans da Zazou Moda Gestante. Enfim, o evento promete ser mais do que o lançamento de um livro. Será a comemoração do sucesso dessa proposta de um novo estilo de gravidez, mostrando que as mulheres podem sim se sentir lindas, confiantes, saudáveis, seguras e de bem com o corpo e a mente durante toda a gestação.

Por tudo isso, o Gravidez Absoluta faz questão da presença de vocês, grávidas absolutíssimas, que nos acompanham diariamente. Queremos vocês nesta festa! Para fazer parte da nossa lista de convidados, envie um e-mail de confirmação de presença com nome completo, telefone de contato, e-mail e semanas de gestação para comercial@gravidezabsoluta.com.br.

* Os livros vendidos durante o evento só poderão ser comprados em dinheiro ou cheque.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês - Quinto mês



O quinto mês não é um momento de incontáveis acontecimentos como os meses anteriores, mas nesta fase vivenciamos um evento que é primordial ao desenvolvimento do seu pequeno enquanto um ser que senta, se eleva e anda.

Neste período ele deve começar a girar a cintura, demonstrando que sua musculatura do tronco está ficando cada vez mais forte, o que ajudará num futuro breve seu bebê a sentar sozinho. Agora ele já deve estar sentando com ajuda.

Por sinal, colocá-lo mais nessa posição ou deixá-lo deitado num local livre, não tão duro e nem tão mole, como aqueles tapetes emborrachados coloridos que você monta no tamanho que quiser, para ele girar livremente e com estímulos, acompanhado de brinquedos, que ele queira tentar pegar, ajuda a fortalecer ainda mais esse músculos tão importantes para a futura locomoção do seu pequeno.

Nessa fase, os banhos começam a ser mais agitados e molhados. Seu bebê, agora, está com braços e pernas mais ágeis e com isso passam a achar uma graça molhar a gente na hora do banho. Outra coisa que já pode ter começado um pouco antes, mas que agora é mais fortemente notado, é o modo como ele passa a adorar rir para seu reflexo no espelho sem saber direito que é ele mesmo do outro lado. O contato com outros bebês também começa a ficar mais interativo, com trocas de sorrisos e vontade de pegar o outro amiguinho.

Não posso esquecer também do “complexo de lobo mau”, que fica intenso nesta época. Este nome foi dado por mim, pois minha filha parecia o lobo mau, o tempo todo de boca aberta tentando colocar tudo o que podia por lá. Isso em alguns momentos chega a ser engraçado, pois é só chegar perto que a boquinha está lá, aberta, pronta para abocanhar qualquer coisa que se aproxime.

Enfim, mais uma fase divertida, curiosa e cheia de aprendizados para vocês dois. Curta, curta, curta!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mamadeiras de vidro



A volta das mamadeiras de vidro me agradou tanto quanto a volta dos liquidificadores com copo também de vidro. Além de serem lindos, são mais higiênicos e duram para sempre se não forem quebrados, lógico.

Mamadeiras de vidro têm na verdade dois defeitos. O primeiro é o mais óbvio que é o fato de ser quebrável. Mesmo não acontecendo tão facilmente assim e apesar de já terem inventado capas de silicone que protegem ainda mais esses tipos, isso ainda continua sendo um problema. O outro é o fato de ser mais pesada que a de plástico, porém isso nem é um problema relevante já você é quem dá a mamadeira para seu filho.

Eu, na verdade, recomendo essas mamadeiras, para a fase onde você ainda alimenta seu bebê, pois depois que ele começar a andar e quiser levar a “dedera” para lá e para cá, você pode acabar pirando com a possibilidade dela cair no chão e quebrar.

Realmente a higiene e a durabilidade, tanto da mamadeira quanto do copo do liquidificador, é incomparável em relação aos mesmos itens feitos de plástico, fora que ainda são menos agressivos ao ambiente por serem recicláveis.

Você já fez um molho com alho e bateu no seu liquidificador de plástico??? O cheiro fica ali por dias e se você não tem outro copo para trocar, vai ter que bater o suco ou vitamina do seu filho neste mesmo recipiente, passando o gosto e o cheiro para o rico alimento do seu bebê.

Realmente, isso não tem como me agradar e, é por esse motivo, que prefiro os copos de liquidificador de vidro e, consequentemente, as mamadeiras do mesmo material.

Queria lembrar que além destes dois ítens, os potes de plástico para armazenar alimentos, trazem o mesmo problema. Plástico, de uma maneira geral, retém cheiro, bactérias e gostos de alimentos colocados por um tempo em contato com os mesmos, além de serem terríveis para o meio ambiente. Então, se puder, opte sempre por ítens de vidro.

Se é melhor e ainda podemos ajudar o meio ambiente, por que não fazê-lo?

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Muito obrigada!

Já faz tempo que não escrevo aqui sobre a Ágatha! Ela acabou de fazer cinco meses e está cada vez mais linda. Para vocês terem uma ideia, enquanto eu escrevo para vocês, ela fica me olhando atentamente, com aquele olhar de admiradora que só as mães têm o prazer de sentir.

Deixei de falar do crescimento da minha filhota nos últimos posts por conta da Campanha Gravidez Absoluta para Todas , que tomou quase que todo meu tempo disponível nas últimas semanas. Mas, cada minuto valeu à pena!

Conseguimos muitas doações, muito mais do que imaginávamos para a 1ª edição de uma ideia que saiu do papel há pouco mais de um mês.

Foi muito gratificante ver o sorriso de alegria das mães da Comunidade Santa Marta recebendo os kits que fizemos com os produtos doados. Ouvimos a história de muitas delas e percebemos como uma simples roupinha ou um pacote de fraldas podem fazer toda a diferença na vida delas.

Por isso, gostaria de agradecer mais uma vez a quem possibilitou essa experiência incrível de levar felicidade a essas mães. Meu "muito obrigada" ao Garcia e Rodrigues que ofereceu pães maravilhosos para o café da manhã, à Torta e Cia e à Padaria Imperial que cederam tortas deliciosas, à Luciana Mattos da Chocolate e Cia que levou umas mamadeirinhas de chocolate branco que fizeram o maior sucesso.

À Dani Carneiro e Equipe do Salão Esmell que deixaram as grávidas do Santa Marta lindíssimas e produzidérrimas, à Zazou Moda Gestante que cedeu roupas para as gestantes e a Mafagafos que deixou as pequenas babies ainda mais fofas.

Enfim, não falta empresa para agradecer tanto apoio em tão pouco tempo e, é claro, meus agradecimentos também aos amigos, familiares e leitores do Gravidez Absoluta.

Gostaria de avisar ainda que já começamos a receber doações para a 2ª Edição da Campanha que será realizada no Chapéu Mangueira em outubro!

Esperamos contar com todo o apoio e dedicação que recebemos desta vez.

Um abraço carinhoso!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Boa música para mães e pequenos



Que mãe não gosta de ter um lugar legal para ir que não precise deixar seu pequeno em casa fora da curtição? Quem disse que mãe e filho não podem se divertir juntos???

Essa semana conheci a Ana Pimentel que coordena o projeto Sambebê que leva boa música para mães, pais e pequenos. Fiquei encantada, pois a maioria dos lugares que nós adultos queremos ir para ouvir música de primeira não combina muito com criança, mas nesse caso é diferente.

Nos eventos que acontecem periodicamente podemos curtir shows de samba e música brasileira, com artistas de primeito time, sem nos preocupar em atrapalhar as outras pessoas, que não estão com filhos, com nossas trocas de fraldas, amamentações e uns chorinhos de vez em quando.

Sambebê é diferente de outros shows porque o ambiente é especialmente preparado para receber bem os bebês! Para que seja acolhedor, não é permitido fumar, o som é mais baixo que em shows regulares, há um trocador à disposição e tapetinhos com brinquedos no chão.

Realmente abracei essa idéia e divulgarei para quem quiser ouvir. Quem me dera se tivéssemos mais iniciativas assim.

Ah...não podia deixar de falar que o Sambebê abraçou a causa da Campanha Gravidez Absoluta para TODAS, então quem for curtir o show pode antes passar no guarda roupa do seu filhote e ver se não tem algumas pecinhas que não caibam mais nele para serem doadas a quem precisa. Estaremos lá recolhendo com o maior prazer!!!

Obrigada Ana pelo apoio e obrigada a todos que puderem apoiar a causa!!!!

Próximo evento:
Dia 19 de junhode 15 às 18hentre no site para saber mais detalhes: http://www.sambebe.com.br/

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Últimos dias para Doação!

Neste sábado, dia 12 de junho, ocorrerá a entrega das doações para grávidas e bebês carentes do Rio, na Comunidade Santa Marta, em Botafogo. A ideia é da Diretora Executiva do Portal Gravidez Absoluta, Sabrina Schmidt, e conta com o apadrinhamento da apresentadora Cynthia Howlett e o apoio das atrizes Cissa Guimarães, Suzy Rego, Carolina Dieckmann e Gabriela Duarte.

"É gratificante escrever para gestantes que têm condições de oferecer para seus bebês tudo aquilo sobre o que falamos e sugerimos nas matérias do site. Mas, melhor ainda, é poder oferecer àquelas com menos recursos a possibilidade de uma vida melhor para seus filhos no começo de suas vidas neste mundo", explica Sabrina.

Mães de todo o Brasil enviaram centenas de doações aos postos de coleta espalhados pelo Rio desde o início de maio. Mas, no decorrer do processo de recebimento de doações, o evento tomou grandes proporções e, portanto, no dia da ação, as grávidas poderão aproveitar alguns carinhos cedidos por empresas e profissionais cariocas.

A partir das 10 horas, na Quadra da Escola de Samba da comunidade Santa Marta, as gestantes serão recebidas com um café da manhã oferecido pelo Restaurante Garcia e Rodrigues. E, juntamente com os donativos, todas receberão uma numeração para um sorteio que concederá às premiadas um verdadeiro Dia de Princesa, com direito a serviços de beleza, como: manicure, sombrancelha, cabelo e maquiagem.

Depois, dentre as mulheres sorteadas haverá um novo sorteio que dará direito a um look completo da loja de Moda Gestante Zazou e participarão de um desfile, mostrando o resultado final do dia de beleza. Elas responderão ainda a um quiz sobre a Saúde do Bebê. A vencedora ganhará um enxoval completo para seu bebê, doado pela Rozenlândia Baby e Babette Bebê.

Haverá ainda um Estúdio Fotográfico oferecido pelo fotógrafo Fred Pontes, que fará um mini ensaio para dar de presente às gestantes e às mães com bebês de colo, uma foto ampliada para eternizar este momento.

As grávidas que não se beneficiarem desta primeira campanha ficarão já pré-cadastradas para a próxima edição que será realizada no mês de dezembro, ou antes, caso seja possível. Os cadastros ficarão o ano inteiro disponíveis para preenchimento nas associações, para que, assim, seja possível, também, ter uma maior dimensão da quantidade de mães que precisam da nossa ajuda. Essas inscrições ficarão válidas até os bebês completarem um ano.

Dia: 12 de junho
Horário: De 10 horas às 15 horas
Onde: Comunidade Santa Marta, Botafogo
Organização: Portal Gravidez Absoluta - www.gravidezabsoluta.com.br
Apoiadores: Governo do Estado do Rio de Janeiro, Zazou, Família Ripinica, Mafagafos Rio, Very Important Baby, Jujuba Dorme Bem, CEL (Centro Educacional da Lagoa), Tangerina Design, Réptil Editora, Estação do Corpo, Santa Fé Ag., Salão SMELL, Garcia e Rodrigues, Astral Kids, Babette Bebê, Rozenlândia Baby, Copiadora Copiplan, Casa Imperial, Ponto Fotográfico, Torta & Cia, Farmácia Cristal, Loja Boa Nata.

CONTAMOS COM VOCÊS!!!
CONTINUEM DOANDO NOS POSTOS DE ARRECADAÇÃO ABAIXO:

- Loja Zazou Moda Gestante - Rua Visconde de Pirajá, 351/loja 202 – Ipanema
- Play Gym - Rua Batista da Costa, 16/ casa (Jardim Botânico) e Av. Armando Lombardi, 633 / sala 219 (Barra da Tijuca).
- Rozenlândia Baby - Shopping da Gávea - Av. Marquês de São Vicente, 52 - Loja 125 e Barra Garden - Av. das Américas, 3.255 - Loja 156/157
- Estação do Corpo - Av. Borges de Medeiros, 1.426 - Lagoa
- CEL (Centro Educacional da Lagoa)- Rua Lopes Quintas, 537; Rua Maria Angélica, 294/310 (Jardim Botânico); Rua Jornalista Henrique Cordeiro, 200 (Barra).

domingo, 6 de junho de 2010

Constipação X Introduçao a novos alimentos



Quando os bebês começam a comer novos alimentos, estejam eles mamando leite materno ou leite artificial, há grandes chances de, em algum momento, apresentarem constipação, pois seu organismo está ainda se acostumando com esses novos itens em suas dietas. Minha pequena passou por isso, mas graças às dicas que vou dividir, agora, com vocês, está se saindo muito bem nesta fase de transição que pode se tornar um grande incômodo para nossos pequenos.

Quando a famosa prisão de ventre resolve atacar é choradeira para lá, incômodo para cá e ainda tem o acúmulo de gases que piora tudo, trazendo dor e noites mal dormidas para seu filho e consequentemente para você.

Prevenir pode ser possível, mas, por vezes, mesmo variando alimentos que prendem com outros que soltam, isso não acontece. Optar por uma dieta só com elementos que soltam o intestino acaba defasando a variedade de nutrientes necessários para uma alimentação saudável e por isso deixa de ser uma opção preventiva.

Uma boa solução é tentar as massagens abdominais e de membros inferiores tão logo comece a introdução da nova dieta. Para fazê-las é muito fácil: a primeira consiste em movimentos circulares no sentido horário no abdome exercendo apenas uma leve pressão no local e, a outra, se resume em fazer movimentos circulares com as pernas de dentro para fora pressionando levemente a barriga quando as perninhas se unirem no centro da mesma.

Caso as dicas preventivas não funcionem, a solução é optar por uma maior introdução de alimentos que soltem o intestino como mamão papaya e ameixa preta, sendo o segundo mais poderoso que o primeiro. No caso da minha filhota foi o que funcionou. Quando a criança é mais velha e já está com uma quantidade maior de alimentos inseridos na sua dieta, nutrientes ricos em fibras, acompanhados de uma boa ingestão de líquidos também ajuda bastante.

O importante mesmo é seguir uma dieta saudável que evite mal estar em seu bebê. Prevenir qualquer tipo de desconforto é o ideal. Mas, caso seja inevitável, opte por tratá-los de uma forma natural, pois muitas vezes não é necessário remédio algum. Apenas um ajuste na dieta ou uma massagem podem acabar com o problema... Depois me conta se funcionou!

terça-feira, 1 de junho de 2010

Matéria no Gravidez Absoluta!



Mães pelo Brasil!!!

A seleção brasileira está prestes a ganhar mais um torcedor e algumas mamães por aí só conseguem enxergar verde e amarelo para o enxoval e a decoração do quarto do bebê. Não é preciso exageros, pois em pouco mais de um mês tudo voltará ao normal e, definitivamente, essas cores não são as mais indicadas para serem as primeiras vistas pelos olhinhos de um recém-nascido ....

Leia o restante da matéria em http://www.gravidezabsoluta.com.br/

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês. Quarto mês!



Como no terceiro mês, esta fase continua sendo muito bucal, porém ganha outras conquistas. Agora, no quarto mês, seu filho está ainda mais falante, descobrindo mais e mais sons a cada dia. Sua boca é destino de tudo que chega a seu alcance e, mesmo quando não há nada de diferente, as próprias mãos podem se tornar algo tão gostoso quanto um sorvete, mesmo sem ele ter a menor ideia deste gosto ainda.

A babação continua e provavelmente aumenta, até porque como seu pequeno tem sempre algo na boca, isso acaba aumentando ainda mais a salivação. Com a coordenação motora melhorando, seu filho vai começar a segurar melhor os objetos e a passá-los de uma mão para a outra. Outra coisa que vai ajudar na pegada é a abertura das mãos, que além de facilitarem a vida do seu filho demonstram um bom desenvolvimento cerebral.

Esta é a hora de comprar um brinquedo leve que emita barulho e que seja fácil de segurar. Se ele tiver duas alças para facilitar a passagem de uma mão para a outra é ainda melhor. Este tipo de brinquedo é ótimo para ajudar no desenvolvimento deste tipo de habilidade.

Nesta fase, seu bebê começa a explorar mais o corpo, pegando os pezinhos e a genitália. Esse movimento de pegar os pés é um passo para outra habilidade que será de extrema importância, que é o engatinhar seguido do caminhar. Este exercício estimula os músculos dos membros inferiores preparando-os para tal feito.

A percepção de causa e efeito melhora nesta fase, o que ajuda seu filho na fala e na movimentação. Ele já fica com o tronco bem mais elevado quando posto de bruços e já não chacoalha mais a cabeça como antes, demonstrando sinais de fortalecimento das musculaturas da parte superior do corpo.

Para algumas crianças é aqui que começa a introdução de outros alimento além do leite. Isso acontece com aqueles bebês que não tomam mais leite materno pelo motivo que for. Os pequenos que mamam exclusivamente alimento materno vão adiar esta descoberta de novos paladares para os seis meses, pois até lá o leite da mãe é o alimento mais completo que ele pode ter.

O mais interessante desta fase é que quando chega a época da maioria de nós, mães, voltarem ao trabalho, é também quando nossos filhos aprendem uma série de coisas para nos prender pertinho deles. São elas o balbuciar, o chorar quando nos afastamos e, por fim, mas não menos importante, os sorrisos (agora incrivelmente existe um especial só para você!) e até as gargalhadas.

Parece até que eles já nascem sabendo quando provavelmente teremos que nos afastar, mas na verdade isso tudo é porque eles precisam cada vez mais da interação com outras pessoas para ajudar em vários aspectos do seu desenvolvimento. Espertinhos esses pequenos, não é mesmo?

Agora cabe a você saber lidar com tantas armas que seu filho aprendeu a usar para te deixar bem pertinho dele. Vou dizer que não é fácil, mas você consegue se assim for preciso. Afinal de contas existe ainda muita fralda para comprar e muito, mas muito gasto por vir. Dispensar o nosso salário pode ser fatal para a saúde familiar, então cabe a nós conseguir nos afastar sem maiores sofrimentos para ambos e aproveitar cada minuto quando puder estar por perto.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Fomos indicados ao Top Blog!!!


Estou muito feliz por receber o reconhecimento de vocês! Soube ontem que o Gravidez Absoluta foi indicado ao Top Blog de 2010 e estamos concorrendo pela categoria Variedades.
Se vocês puderem votar, clicando no link à direita aqui no blog, será ótimo!
Conto com a ajuda de vocês!

beijos,

quarta-feira, 26 de maio de 2010

É difícil ir embora



Por volta dos quatro meses de idade os bêbes desenvolvem reações que fazem com que nós, mães, nos sintamos impossibilitadas de nos afastar. Como sair de perto de coisas tão gostosas como nossos filhos que, agora, praticamente pedem para que não nos distanciemos seja com um sorriso único, que agora ele só da para você, ou com balbucios que quase pronunciam, fica mais um pouquinho mamãe!

Antes já era difícil se afastar, mas, agora, com tantas armas que este ser ainda tão pequeno aprendeu a usar, se tornou quase impossível. Nesta fase, o sorriso mais lindo do mundo aparece, um sorriso que só é dado para você e para o papai e que é um meio de dizer o quanto são especiais. É claro que este sorriso aparece num momento bem estratégico para seu filho, que é quando ele precisa mais de vocês para aprender tudo o que é necessário nesta descoberta da fala. Então, pode considerar este gesto encantador também como mais uma arma para ele controlar a sua presença por perto. Pode se acostumar! Virão muitas outras por aí.

Além do sorriso 43, o começo dos balbucios gera um interesse maior dos pais no filho na expectativa da primeira palavra real ser pronunciada. E que seja mamãe, não é mesmo? Responder a seus balbucios com conversas que usam palavras, neste momento, é primordial para que seu pequeno vá tomando mais e mais gosto por emitir sons e em pouco tempo sons mais significativos.

Meu conselho é: converse, converse, converse, mesmo que as primeiras conversas sejam praticamente de mão única. Depois, quando seu filho começar a falar efetivamente, você vai ver que valeu a pena os diálogos loucos, os sons estranhos e as caras malucas que você fez para que seu bebê emitisse cada vez mais balbucios e sorrisos gostosos que não te deixavam sair de casa. Você vai ver que valeu a pena cada atraso para chegar ao trabalho ou em qualquer outro lugar. Afinal, seu filho vale cada minuto seu. Nada pode ser mais importante que um Bruuuuu, Aguuu, Gruuu dele, ou pode?

Veja também as matérias no meu site www.gravidezabsoluta.com.br

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Resfriados – Como acabar com o nariz entupido?



Chegou a época dos resfriados atropelarem nossos filhos antes mesmo de percebermos que começou a esfriar. Com o inverno chega o friozinho, o chocolate quente, o vinho na beira da lareira, mas também chega esse incômodo dos narizes entupidos impedindo os sonos tranquilos e as refeições agradáveis. E, quando isso acontece com nossos bebês, tudo parece maximizado a décima potência.

Neste fim de semana passei por uma noite sem dormir em função desse mal que acompanha o inverno. Minha filha que dorme a noite toda ficou muito entupida e não coneguia dormir direito. Não preciso dizer que foi uma noite daquelas.

Como não gosto de remédios tomados à toa, preferi recorrer ao nebulizador, mas quem disse que eu havia levado na viagem que fizemos? Então, depois de não saber mais o que fazer e já ter recorrido à inalação de soro fisiológico, lembrei-me de alguns recursos que poderiam ajudar.

O primeiro deles foi algo para substituir o nebulizador. Liguei a água bem quente e deixei o banheiro fechado para que ele ficasse cheio de vapor d’água. Entrei com minha filha dentro dele e fiquei por um tempo para que a secreção diluísse e fosse expelida mais facilmente. Essa técnica é ótima para quando você é pego de surpresa sem um nebulizador de fácil acesso. É claro que o aparelho é mais prático e mais funcional, mas no aperto é importante sabermos o que fazer.

Depois disso, ela já deu uma melhorada, mas, mesmo assim, resolvi usar uma técnica para soltar o catarro do fundo dos pulmões denominada tapotagem. Essa técnica é muito boa se feita corretamente. Ela se baseia em dar tapinhas nas costas com a mão curvada e com os dedos unidos fazendo uma concha. Esses tapinhas não devem ser nem muito fortes, nem muito fracos. Eles devem ser firmes e não devem incomodar a criança. Vale a pena tentar.

Comigo essas duas técnicas funcionaram e me salvaram de uma noite muito pior. Espero que vocês não precisem delas, mas caso isso aconteça, acredito que possam ajudar bastante. Quando temos filhos uma das piores sensações é a de estarmos de mãos atadas diante do sofrimento dos pequenos, então, toda e qualquer dica que nos ajude a sair destas situações é mais que válida, é essencial.

Guarde estas duas receitas de sucesso na cabeceira junto das outras da vovó e torça para isso só ser uma prevenção e não uma premonição. O seguro morreu de velho e não de resfriado. Não custa nada estar precavido.

Leia também as matérias no www.gravidezabsoluta.com.br

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Cadeirão de Alimentação



Depois que minha filha começou a comer suas primeiras papinhas doces pude me lembrar de alguns detalhes importantíssimos na escolha do cadeirão de alimentação e que gostaria de dividir com vocês.

Em primeiro lugar, devemos checar a segurança do cadeirão, se ele não se fecha facilmente com o bebê sentado nele, se não tem a facilidade de virar caso seu pequeno esteja mais excitado durante a refeição e se tem cinto de cinco pontas para firmar bem a criança sem que esta tenha a facilidade de cair de cima dele.

Outro detalhe é verificar se ele é confortável e de fácil manuseio, pois com tanta tralha espalhada pela casa, o que você menos precisa é de mais um trambolho difícil de guardar e transportar.
Por último, mas de grande importância para as mães de bebês que largam cedo o leite materno, é bom saber se o cadeirão é reclinável. Afinal - esses pequenos que começam as papinhas aos quatro meses, o que acontece nos casos em que eles só se alimentam com leite artificial - precisam ter um acento reclinável, pois ainda não suportam tanto ficar extremamente sentados e a inclinação leve facilita a alimentação deles.

Quando não se tem um cadeirão reclinável, nesta fase, acabamos tendo que usar o carrinho para alimentá-los. Nestes casos é muito importante o cuidado para não sujá-lo, pois além de ser feio um carrinho sujo para passear, os restos de comida deixados ali podem criar bactérias nocivas ao seu bebê.

Então, se puder, opte pelos cadeirões seguros, confortáveis, de fácil manuseio e que reclinem. Assim, caso seu bebê precise começar uma alimentação com sólidos aos quatro meses você irá estar preparada e seu carrinho não precisará sofrer com isso. Deixe o acessório separado só para os passeios e para as refeições quando estiver fora de casa, pois nestes casos é quase inevitável não usá-lo como acento para tal.

A hora da papinha pode ser um momento de muita diversão ou de extrema irritação. Faça a escolha certa e lembre-se que seu bebê é apenas um bebê e fazer uma baguncinha vez ou outra é normal e até divertido. Curtir o aprendizado do seu filho é um presente e não um martírio. Na hora da papinha deixe os problemas de lado e curta cada nova descoberta do seu pequeno, pois tudo isso passa muito rápido. Aproveite!!!

Confira as matérias sobre cadeirinhas de amamentação no meu site: www.gravidezabsoluta.com.br!
Por lá, sempre selecionamos as últimas novidades para você e seu bebê!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Campanha Gravidez Absoluta para Todas na Globo



Esta semana confirmamos o apoio da Rede Globo de Televisão à Campanha Gravidez Absoluta para TODAS. Eles cobrirão a entrega dos donativos no dia 12 de Junho, pedindo para que as pessoas doem para a próxima distribuição que será no final do mês de outubro, mês das crianças.
Agradeço desde já a todos que estão comparecendo seja com donativos, seja com serviços para serem oferecidos no dia. Todos tem imensa importância para fazer deste evento um sucesso, colocando, assim, um sorriso maior no rosto dessas mulheres que tanto precisam.

Quem ainda não doou saiba como no link do site:
http://www.gravidezabsoluta.com.br/comportamento.php?cod_conteudo=537

E não se esqueçam.... doações do Rio de Janeiro podem ser recolhidas no domicílio caso a pessoa não tenha como entregar em nenhum dos postos de coleta. Está tudo explicado no link do site.
Conto com vocês!!!!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Introdução a novos alimentos - Que venham as papinhas!!!!



Até os seis meses de idade, o bebê só precisa do leite materno para se manter saudável, crescer e se desenvolver, depois disso, os outros alimentos devem começar a ser introduzidos pouco a pouco. No caso de mães que não mais amamentam seus filhos com leite materno, esta nova fase se inicia um pouco mais cedo, aos quatro meses de idade, fase em que minha filha se encontra.

Quando tive a notícia de que ela iria começar a experimentar novos alimentos fiquei radiante, pois é como se, agora, ela começasse a fazer parte mais integral do meu mundo. Eu já havia passado por isso antes, mas depois de tanto tempo tudo é meio que novidade, principalmente as sensações, pois o conhecimento eu já tinha.

Primeiro é importante começar com os sucos e papinhas doces que são de mais fácil adaptação ao paladar do bebê. É importante evitar as frutas mais ácidas no começo e sempre que puder abdique do açucar. Lembre-se que mel está fora de questão até o final do primeiro ano de idade por conta do risco de contrair butolismo infantil.

Depois de um mês de novos sabores doces, começam a ser introduzidos os gostos salgados que primeiro são pastosos e depois começam a ganhar pedaços. Antes de um ano, é importante evitar comidas que desenvolvam mais facilmente alergias e intolerâncias alimentares como frutos do mar. Ser simples neste primeiro ano é importante para que depois seu filho se adapte mais facilmente aos gostos mais exóticos que temos disponíveis no mercado sem nenhuma alergia ou intolerância que o impeçam de curtir o mundo gastronômico que nos ronda.

Por conta desses riscos, é importante, nesta nova fase, observar atentamente como cada alimento é recebido pelo seu pequeno. Experimente primeiro as frutas sozinhas, por exemplo, para depois misturá-las a outras frutas ou até a legumes. Assim, caso algum alimento não seja bem aceito por seu filho, vai ser mais fácil distinguí-lo dos outros.

Na hora de escolher a colher para começar essa nova descoberta, escolha as com ponta de silicone, pois estas são mais macias e de mais fácil introdução na boca dos pequenos. Tome cuidado também com o tamanho, pois este detalhe pode atrapalhar nesta nova jornada. Comece com as bem pequenas e depois vá aumentando.

Não é porque seu filho, agora, já pode comer outros alimentos que o leite será excluido. Este ingrediente da dieta das crianças ainda demora para sair e no começo ainda é parte importante da alimentação diária, sendo dado de três a quatro vezes por dia.

Hoje, vou começar a me integrar com esta nova dieta da minha filhota e podem ter certeza que venho aqui, depois, para dividir minhas novas dificuldades e descobertas com todas. Sei que muitas de vocês devem ter várias histórias para contar sobre a primeira papinha e eu adoraria que dividissem elas comigo. Que as papinhas nos aguardem!!!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês – 3º mês

Esta é a fase da descoberta do mundo através da boca. Também é a fase onde uma babação enorme começa a aparecer fazendo os pais se confundirem com o aparecimento dos dentes, mas não se preocupem, pois, normalmente, o motivo desta molhação toda é outro.

O aumento da salivação neste período é causado pelo próprio desenvolvimento neurológico e bucal do bebê, o que não está diretamente ligado à coordenação da deglutição. Juntando isso a essa nova forma de descobrir o mundo - colocando tudo na boca - você já viu no que pode acarretar. É baba para todo o lado!

Ao longo deste mês podemos perceber claramente a evolução da postura do bebê. Ao final deste período ele conseguirá erguer bem a cabeça, o tronco, esticar os braços e movimentar a cabeça à procura de objetos e sons. A coluna estará mais ereta e ele terá mais facilidade de segurar pequenos objetos e obviamente acabará os levando à boca.

Como esta fase é bucal, nada mais oral que conversar. Nesse momento, você irá descobrir que seu filho é capaz de emitir vários sons, que são o primeiro passo para começar a falar as primeiras palavras. Conversar com ele nesse momento é primordial para ajudá-lo neste desenvolvimento, pois é imitando que tudo começa. Você pode até fazer pequenos sons com a boca e a língua para despertar o interesse dele no que seu aparelho vocal é capaz de fazer. Em algum tempo será seu pequeno a fazer os sons mais diversos e em fim emitir o som mais lindo de todos: mamãe.

Uma dica para este momento é colocar o carrinho com seu bebê voltado para você. Assim, você pode conversar mais com ele e ajudar no seu desenvolvimento cerebral e social, pois a conversa ajuda seu bebê não apenas a falar mais rápido, mas também a se socializar com o mundo, além de ajudá-lo a aprender com mais facilidade as coisas deste mundo que ele está apenas começando a descobrir.

Neste mês o seu filho também mostrará que é em pé que passará boa parte do seu tempo, trocando o reflexo de marcha pela tentativa voluntária de ficar apoiado nas duas pernas quando colocado em pé.

A cada mês, mais descobertas vão ocorrendo e isso tudo numa velocidade inimaginável. Ficar atenta a cada evolução do seu pequeno é um ato de amor que te ajudará a guiá-lo neste mar de descobertas que é o mundo fora do útero. Seja uma boa guia que você não se arrependerá. Esses pequenos podem parecer frágeis, mas sabem agradecer como ninguém cada carinho, nem que seja com um simples sorriso. Você verá!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês - Segundo mês


Como disse na última semana, passarei a postar, resumidamente, explicações sobre o desenvolvimento dos bebês a cada mês de vida.

Desta vez, vamos falar sobre o 2º mês:

Chegou a hora de começar a sentir que seu bebê interage com você. Aos dois meses o bebê começa a dar o sorriso social, que primeiro surge sem qualquer estímulo externo e, no decorrer do mês, vira uma forma de retribuição a suas brincadeiras e conversas. O aparecimento deste sorriso significa que o desenvolvimento psíquico e afetivo do bebê está indo conforme o esperado. Agora é só aguardar as gostosas gargalhadas.

Neste período o bebê já passa a perceber a sequência de fatos como a mamadeira que vem logo após o banho da noite, o que é um bom momento para você criar seu ritual do soninho, caso ainda não o tenha feito. Esse ritual é simplesmente uma série de atividades calmantes que antecedem o sono mais longo da noite. É importante que ele se repita sempre para fazer com que o seu filho entenda que agora é hora de dormir de verdade. Um banho relaxante com a luz mais baixa, seguido da última mamadeira do dia sendo dada em um ambiente tranquilo pode ajudar, mas cabe a você descobrir o que será melhor para o seu bebê.

No princípio, ele pode até acordar uma vez durante a noite, em aguns casos um pouco mais, porém, em breve, ele estará acordando somente no começo da manhã o que é muito bom para nós, mães, também descansarmos. Ter seu bebê dormindo a noite toda num sono tranquilo é bom para mãe e filho. Para ele, porque o sono é muito importante para seu crescimento e desenvolvimento e, a falta de entrar adequadamente no sono REM, um estágio de alta atividade cerebral, faz com que seu bebê tenha menos atenção, mais problemas de comportamento e não aprenda tão bem. Além disso, quando seu pequeno não dorme bem, aumenta a produção do hormônio do stress, o cortisol, que o faz acordar mais durante a noite, criando um círculo vicioso de ainda mais estresse e cansaço pra todo mundo.

Para as mães, o benefício é óbvio. Dormir bem é importante para nossa integridade física e psicológica. Ficamos muito mais dispostas e muito menos estressadas quando estamos com o sono em dia. Então, depois de saber de tudo isso, podemos chegar à conclusão de que ajudar nossos filhos a dormir bem, não é só uma questão de comodidade, é uma questão de saúde para ambos.

Além do sorriso e da percepção de sequências de fatos, o bebê de dois meses já consegue levantar o queixo, sinalizando que o controle da musculatura do pescoço está avançando. Tem também o instinto de virar o rosto de lado se colocado de bruços quando acordado. Porém, outros reflexos, como o de estender o corpo para trás ao ser subitamente levantado e o da marcha começam a ser inibidos, porque o domínio sobre os movimentos aumenta.

A visão tem uma mudança importante nesta fase por conta da fundição das duas retinas que permite ao bebê fixar e acompanhar objetos e pessoas. Ele começa a ver os detalhes. Antes olhava para você e via somente o contorno do seu rosto, hoje, já passa a enxergar o nariz, a boca, os lábios. É capaz, também, de reconhecer as pessoas que são mais presentes na sua rotina diária como o pai, os avós, os irmãos ou a babá. Quanto à audição, seu bebê consegue localizar sons feitos à sua frente, mas não os feitos à suas costas.

Nesta fase de tantas mudanças que levarão seu filho a interagir melhor com as pessoas e o mundo em geral, os brinquedos mais interessantes são os que se movimentam, que tenham cores fortes, que façam sons e emitam luzes. Seu bebê ainda precisa de muito estímulo para forçar a fixação do olhar. Quanto mais atrativos o brinquedo tiver, mais fácil você conseguirá sua atenção. Móbiles e Ginásios de chão são uma boa pedida para estimular o desenvolvimento do seu bebê nesta fase.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Novidades da Campanha Gravidez Absoluta para Todas


Gente,

Felizmente nossas Mães Absolutas são muito solidárias e recebemos muitas novidades no decorrer desta semana. Segue abaixo todos os detalhes da Campanha Gravidez Absoluta para Todas e as novidades.

Campanha Gravidez Absoluta para TODAS

Madrinha: Cinthya Howlett

Apoio: Governo do Estado

Data da primeira distribuição: 29/05/2010

Local: Morro Santa Marta

Empresa responsável pela campanha: http://www.gravidezabsoluta.com.br/

Contato para coleta dos donativos: comercial@gravidezabsoluta.com.br



Local de coleta: Loja Zazou Moda Gestante - Rua Visconde de Pirajá, 351/loja 202 – Ipanema;

Play Gym - Rua Batista da Costa, 16/ casa (Jardim Botânico) e Av. Armando Lombardi, 633 / sala 219 (Barra da Tijuca).

Estamos abertos a novos postos de coleta em outras localidades do Rio de Janeiro

Objetivo:A campanha Gravidez Absoluta para Todas visa o atendimento das grávidas carentes do Rio de Janeiro pertencentes às comunidades pacificadas pelo Governo do Estado. Tendo em vista o eficiente trabalho das UPPs, objetivamos levar melhores condições de vida às mães e grávidas que moram nestes lugares carentes, agora privilegiados pela presença da polícia estadual.

Diretriz:
Resolvemos começar com a primeira comunidade pacificada, que é a do Morro Santa Marta, que, sobretudo, mostrou como pode dar certo a integração polícia e comunidade.
A Campanha, a princípio, irá arrecadar roupas usadas para gestantes e bebês, além de produtos de higiene e puericultura. Em um segundo momento, iremos analisar o que mais é necessário para que estas mulheres tenham uma gestação digna e para que seus filhos tenham um começo de vida mais feliz.
A ideia é ter uma campanha contínua com três distribuições anuais, no mês de maio, mês das mães; outubro, mês das crianças; e dezembro, mês da fraternidade. Com isso esperamos atender um grande número de mães não perdendo nenhum período gestacional, o que poderia acontecer com apenas uma distribuição anual.
Objetivamos também, no dia da entrega das doações, oferecer alguns serviços de grande utilidade para estas mães como a presença de obstetras, pediatras e nutricionistas para tirar dúvidas e dar dicas para uma gestação saudável, além de enfermeiras para checarem os sinais vitais dessas mulheres e, assim descobrir, se alguma delas corre algum risco que deve ser acompanhado até o fim da gestação para evitar qualquer complicação tanto para mãe quanto para o filho.
Além do foco na saúde, queremos presar pelo bem estar dessas mulheres, por isso pretendemos levar no dia da entrega alguns profissionais da beleza para cuidar de algumas delas, deixando-as mais animadas com seu estado que deve ser levado de uma forma otmista e não cheia de pesares e preocupações, mesmo isto sendo inevitável dada a condição financeira das mesmas.
Para obtermos mais a atenção do público doador, convidamos a atriz Cynthia Howlett que é símbolo de bem estar e saúde para ser nossa madrinha, o que foi aceito com muita honra de sua parte. Ela estará nos ajudando na divulgação da campanha e abrindo espaço na mídia para falarmos do projeto, além de estar presente no dia da distribuição.

Forma de Funcionamento:
Nossos postos de coleta estarão sempre abertos a receber donativos para a campanha e seguirão o seguinte calendário: Donativos recebidos até a penúltima semana de maio, serão distribuídos no último sábado do mesmo mês; donativos doados desde a última semana de maio até a penúltima semana de outubro, serão distribuídos no último sábado de outubro e os donativos doados desde a última semana de outubro até o dia 15 de dezembro, serão doados no sábado anterior ao Natal. Desta forma não atrapalhamos os feriados e dias de celebração e ainda conseguimos atender nossas grávidas com tranquilidade.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Sapatilha meia para os pequenos


Quando os pés ainda são muito pequenos e não é necessário um apoio firme para os primeiros passos, uma boa alternativa, que além de prática é muito confortável e charmosa, é a sapatilha meia ou sapameia.

Esses acessórios tão fofos são encontrados em várias lojas especializadas espalhadas por todo o Brasil. Elas se apresentam em diversos tamanhos proporcionando até para as mães este conforto fashion.

O modelo é basicamente o mesmo, para meninos encontramos mais do tipo fechado com um emborrachado embaixo e, para menininhas, no estilo sapatilha de balé com ou sem emborrachado. Achei esta idéia muito melhor que os sapatinhos de crochê que, além de muito quentes, não combinam muito com as roupinhas mais moderninhas.

O que também me deixou bem impressionada foram as estampas que são super fashion. O problema é que isso despertou meu lado consumista e acabei comprando alguns pares de estampas diferentes. No meu caso, eu tenho até uma desculpa, pois como o pezinho da minha filha é ainda bem pequeno tenho dificuldades para encontrar sapatos confortáveis para ela e essas sapatilhas couberam perfeitamente.

Mais uma vantagem desses quase sapatos é que, por serem feitos de meia, duram mais tempo, pois esticam mais. Assim, você tem como acompanhar o crescer a jato do pé do seu pequeno sem gastar fortunas com sapatos que deixam de caber num espaço de um mês ou até menos.

O preço também não é caro, o que facilita você ter mais variedade de estampas e cores para compor todo o visual fashion da sua filha ou filho. É claro que as meninas acabam sempre ganhando uma maior quantidade de possibilidades, mas os meninos também vão adorar aderir a essa moda. Espero que gostem da dica e ponham os pés do seu filho no conforto destes pequenos mimos. Com certeza são muito melhores que aqueles sapatos e tênis duros que encontramos por aí. Boas compras!!!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Desenvolvimento do bebê mês a mês - Primeiro mês


Hoje, vou começar a postar os textos "Bebê mês a mês - Gravidez Absoluta", para que, assim, eu possa, junto com vocês, acompanhar o desenvolvimento dos nossos pequenos. Vou começar passando os três primeiros meses num espaço mais curto de tempo para que comece a coincidir com o crescimento da minha filha. Espero que gostem e comentem. Beijo Grande!!!

1o mês

Quando nosso bebê nasce, iniciamos uma relação única com um ser que estamos acabando de conhecer. Por mais que achemos que o amamos desde a barriga, na verdade, gostamos da ideia do que ele virá a ser e trazer para a nossa família. Mas, somente quando ele sai de dentro de nós, começamos a materializar todo o nosso ideal de nove meses de gestação dia após dia. A cada cuidado que temos com ele e a cada sorriso que ele instintivamente nos dá nos sentimos mais próximas dessa criaturinha linda, que tanto esperamos.

Nesse primeiro mês, o mais importante é estreitar esta relação. Isso é feito em cada instante em que esse ser tão pequeno e dependente clama por nossos cuidados, sejam eles para trocar uma fralda suja, dar de mamar ou proporcionar um gostoso banho relaxante. Aproveitar cada um desses momentos é primordial para você conhecer mais e mais seu filho e, assim, fazer com que seus sentimentos criem forças em um tempo bem menor que o normal para qualquer tipo de relação.

Essa fase do bebê, que se estende até os três meses, é um período de descobertas enormes para ambas as partes. Seu filho ainda não domina nem as musculaturas dos olhos e dorme mais do que fica acordado, entre 20 e 22h, o que é necessário para seu crescimento e desenvolvimento. Na verdade ele ainda é um verdadeiro come, dorme e chora. E é nesta fase que você vai começar a distinguir cada choro, resmungo e movimento que serão importantes para facilitar a relação de vocês. Então, fique atenta a cada detalhe de agitação e som que ele emitir em diferentes momentos do dia.

A audição do seu pequeno já está bem desenvolvida nesta primeira fase, o que valida o uso de músicas tranquilas para as horas de acalmá-lo. Ouvir o som da sua voz também pode ser bastante relaxante, pois ele já a ouve desde o ventre, então, se você preferir e quiser arriscar, cante quando ele estiver mais agitado. Isso provavelmente irá agradá-lo.

O primeiro mês de vida de um bebê pode ser muito desafiador, mas basta estar bem atenta aos pequenos detalhes do dia a dia dele, que rapidinho você já estará distinguindo cada sinal que seu filho emite para se comunicar com você até ele começar a falar e, assim, facilitar um pouco as coisas. Aproveite cada instante para aprender bastante, pois isso, é só o começo.

Espero que gostem...

Programa interativo para mães



A Pais e Filhos vai gravar o programa de rádio especial do Dia das Mães no auditório da Livraria da Vila no Shopping Cidade Jardim, na próxima terça, dia 4, das 13h às 14h.

Entre as presenças confirmadas estão a psicoterapeuta Maria Irene Maluf, o pediatra Leonardo Posternak, a escritora Lô Galasso e a atriz Juliana Araripe, a protagonista do seriado Mothern.

Será um programa interativo e bem interessante!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Começou a babação


Muitas pessoas acham que o incio da babação acontece quando os primeiros dentinhos começam a despontar na gengiva, mas, antes disso, por volta dos três meses, os bebês começam a babar por conta do aumento da salivação, que é causado pelo próprio desenvolvimento neurológico e bucal do bebê, o que não está diretamente ligado a coordenação da deglutição.

Minha filha completou três meses e, realmente, nesta mesma época, veio o aumento da salivação seguido por engasgos com a própria saliva dela. Isso é normal e não tem muito remédio para resolver. É só esperar seu filho chegar aos dois anos de idade, quando ele passa a coordenar melhor essa história toda de salivar e engolir. Caso isso não aconteça, é importante procurar um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo para avaliar o motivo deste atraso.

O ato de engasgar é comum no início e vai melhorando com o tempo. Mães de primeira viagem costumam ficar mais assustadas com isso, mas podem se tranquilizar, pois não fará mal algum ao seu filho.

Algumas coisas ao longo do crescimento e desenvolvimento dos pequenos ajudam no aumento da salivação. São estas: o aparecimento dos dentes, por volta dos seis meses, além de aftas, resfriados e refluxos gastroesofágicos. Nestes casos é importante tratar a causa para aliviar as consequências, apesar de na situação do aparecimento da dentição não ter muita solução. De resto há tratamento.

Não se incomode com a babação do seu filho, pois faz parte de seu desenvolvimento. O melhor mesmo a fazer é se previnir e ter sempre uma muda de roupa preparada caso a que ele estiver usando fique muito molhada. O babador também pode ser um grande aliado para os momentos de maior volume de babadas. Não precisa limitar o uso dele só na alimentação. Mães prevenidas valem por duas!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Gravidez Absoluta para Todas - Um carinho de mãe para mãe

À todas as mães que me acompanham por aqui, gostaria de endereçar a carta que está também em meu site Gravidez Absoluta esta semana! Está na hora de unirmos forças e levarmos a alegria de gerar uma nova vida e o prazer de dividir momentos tão plenos e especiais, com outras mães.

Afinal nem todas têm as mesmas condições estruturais e financeiras, para dar a seus bebês a qualidade de vida que eles merecem e precisam.

Então, vamos ajudar? Conto com vocês!!!

Gravidez Absoluta para Todas - Um carinho de mãe para mãe

Vamos começar uma campanha para que todas as grávidas, primeiramente do Rio de Janeiro, onde o Projeto Gravidez Absoluta nasceu, e depois de outras cidades do Brasil, tenham a chance de ter uma gestação digna, assim como garantir a saúde de seus filhos no primeiro ano de vida.

É gratificante escrever para gestantes que têm condições de oferecer para seus bebês tudo aquilo sobre o que falamos e sugerimos nas nossas matérias. Mas, melhor ainda, é poder oferecer àquelas com menos recursos a possibilidade de uma vida melhor para seus filhos no começo de suas vidas neste mundo.

Para realizarmos o nosso ideal com sucesso estamos pedindo a ajuda de vocês, mães, que sabem como é difícil criar um filho com tudo o que é preciso para seu bom desenvolvimento. É muito bom saber que nossos filhos estão bem amparados, mas saibam que, ao mesmo tempo, existem muitas mães lutando para ter um pouco de comida para dar a seus pequenos, por vezes tirando da própria boca para não deixar faltar para eles. Uma mãe entende melhor que ninguém a dor de não ter como dar qualidade de vida a seus filhos e, é por isso, que resolvi pedir essa ajuda de mãe para mãe.

Essa campanha convoca toda a população de mães brasileiras com melhores condições de vida a doarem os enxovais e roupas que já não servem mais a seus filhos para aquelas que por vezes não têm nem o que comer. Além de roupas e objetos de higiene e puericultura, aceitamos também, leite em pó para os bebês que já passaram dos seis meses ou não se alimentam mais do leite materno.

Toda a doação deverá ser endereçada à “Campanha Gravidez Absoluta para TODAS” e entregue ou enviada ao posto de coleta, que fica na loja Zazou Moda Gestante, no Rio de Janeiro (Rua Visconde de Pirajá, 351/loja 202 - Ipanema - CEP: 22410-906). Caso seja complicado fazê-lo desta forma, ainda haverá a possibilidade de coleta no próprio endereço, desde que esteja no Rio de Janeiro, nas regiões da Zona Sul, Barra e Recreio dos Bandeirantes. Para esta opção é necessário entrar em contato no e-mail comercial@gravidezabsoluta.com.br .

No final do mês de maio, mês das mães, serão distribuídos, na sede social da comunidade do morro Dona Marta, em Botafogo, vários kits para grávidas e mães de bebês até um ano de várias comunidades cariocas previamente cadastradas nas associações onde moram e que se afiliaram a campanha. Esses kits serão feitos com tudo o que for doado.

As grávidas que não se beneficiarem desta primeira campanha ficarão já pré-cadastradas para a próxima edição que será realizada no mês de dezembro, ou antes, caso seja possível. Os cadastros ficarão o ano inteiro disponíveis para preenchimento nas associações, para que, assim, possamos, também, ter uma maior dimensão da quantidade de mães que precisam da nossa ajuda. Essas inscrições ficarão válidas até os bebês completarem um ano.

Espero poder contar com vocês para fazer a vida de outras mães ainda mais felizes. Dar ao filho de uma mãe necessitada é o mesmo que dar em dobro a seu próprio filho. E, proporcionar um sorriso a quem tem tantos motivos para chorar faz muito bem ao coração e revigora a alma. Conto com vocês!

Obrigada de coração a todos que puderem ajudar!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Dedo ou chupeta?


Minha filha, como meu filho, está começando a demonstrar uma preferência por chupar o dedo. Comecei a ficar preocupada, já que meu primogênito chupa dedo até hoje, apesar de eu já ter tentado tudo o que conheço para dar fim a este vício que pode vir a ser tão prejudicial a ele.

Por conta do medo, comecei a tentar colocar a chupeta, pois a pediatra da minha filha disse que melhor a chupeta que o dedo. E isso não tem como ser mentira, pois a chupeta você pode sumir com ela, mas o dedo você não tem como tirar.

Eu, então, tentei introduzir a chupeta, o que foi um mega desastre de início. Minha filha não queria nem saber de chupar aquela coisa de silicone dura, queria mesmo era o dedinho gostoso dela. Mudei o formato e o tamanho, até que consegui achar uma que ela aceitasse melhor, mas ela largou novamente e voltou a colocar a mão e o dedo na boca.

Por conta própria resolvi fazer um teste e colocar a mãozinha dela envolta numa fraldinha de pano e fiquei de olho. Não é que funcionou! Ela primeiro ficou tentando chupar o dedo com fralda e tudo, mas depois acalmou e desistiu. Resolvi então fazer isso sempre, pois dessa forma ela não será prejudicada nem pelo vício da chupeta e nem do dedo. O único problema, é que devemos ficar de olho o tempo todo quando colocamos a fraldinha para que ela não sufoque, o que é difícil de acontecer, mas todo o cuidado é pouco.

Na hora de dormir, principalmente, não se deve fazer isso, e, pelo que pude perceber, nem se fará necessário. O bom disso tudo é que se ela não precisa de nada para se acalmar caso acorde durante a noite, ela acaba voltando a dormir mais facilmente se acordada. Minha filhota, hoje, dorme das 21h às 7h da manhã. Comigo, pelo menos, essa história está funcionando. Espero que ajude você também.

Lembre-se! É sempre melhor a chupeta que o dedo, mas melhor ainda é não ter nada que torne nosso filho dependente para se acalmar. Além do vínculo psicológico, esses vícios fazem mal a dentição e ao palato, podendo prejudicar até na fala. Então, por que não, evitar ambos, pois mesmo que seja mais fácil tirar a chupeta, tirá-la pode se tornar um verdadeiro trauma. Fica aí minha dica. Boa vida sem vícios!


Conheça também o meu site: http://www.gravidezabsoluta.com.br/

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Mamadeira e mais mamadeira


Quando nossos filhos entram na fase da mamadeira muitas perguntas passam a rodear nossa mente e a maioria delas é sobre o bico, ou melhor, os vários tipos de bicos com seus vários tipos de fases. Então, como saber qual comprar?

Primeiro precisamos optar pelo bico ortodôntico ou pelo bico comum. Nessa primeira dúvida, opte pelo ortodôntico, pois ele evita alguns problemas que podem ser causados pelos bicos antigos que, por seu formato, podem gerar uma deglutição atípica, devido a hipotonia da musculatura perioral e lingual, com sequelas a longo prazo na deformação da arcada dentária e de palato. Agora, se seu filho não se adaptar de nenhuma forma ao bico ortodôntico, vale tentar o outro, mas lembrando que assim que ele conseguir, deve passar para o copinho com bico ou canudinho para evitar maiores complicações orais.

Depois vem a dúvida, látex ou silicone. O silicone é mais duro que o látex, mas é mais resistente e mais higiênico. Dentre os bicos de silicone também existem os mais moles e os mais duros, além de uma grande variedade de formatos. A melhor opção é testar um por um, ao invés de comprar todas as mamadeiras e bicos de uma vez, pois você pode escolher um bico que seu filho não se adapte e aí lá vai dinheiro jogado fora.

Outra atenção importante é quanto ao tamanho do furo. Existem marcas que possuem furos para três fases diferentes do bebê e outras para quatro, além do furo para líquidos engrossados. O ideal é você começar com o menor furo e ir aumentando conforme o fabricante indica. A escolha errada do furo pode levar a criança a se engasgar, deixar vazar leite pelos cantos da boca ou até a produzir mais gazes, o que traz um grande desconforto para o seu pequeno.

Existem vários tipos de mamadeiras e bicos e só você, no dia a dia com seu filho, saberá qual se adaptará melhor a ele. Não se preocupe se errar de primeira, pois isso é muito fácil de acontecer. Eu mesma só acertei de terceira e, agora, até que enfim, tenho mais tranquilidade quando chega a hora da próxima mamada.

O mais importante de tudo isso é você curtir esse momento tão especial com seu filho. Estar com o bico certo só lhe trará mais tranquilidade para aproveitar cada mamada ao invés de ficar se perguntando o que está acontecendo com seu filho caso não esteja sugando bem. Dar de mamar é um ato de amor e se essa ação for feita da forma mais segura, o amor ainda fica maior. Boa mamada!
Veja ainda as matérias do site http://www.gravidezabsoluta.com.br/

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Banho de Sol – Icterícia e Vitamina D


Desde que saí da maternidade, o banho de Sol, quando o tempo permite, faz parte da nossa rotina diária. A pediatra da minha filha, desde o início, foi enfática sobre a importância deste hábito no desenvolvimento saudável de todo o recém-nascido.

O Banho de Sol é importante, porque ativa a produção de vitamina D, necessária para facilitar a absorção do cálcio presente na alimentação e, também, degrada a bilirrubina, pigmento causador da icterícia, encontrado no sangue, e que em quantidades muito altas pode ser tremendamente tóxico para o sistema nervoso, o que pode causar lesões graves e irreversíveis.

É claro, que, em se tratando de Sol, todo o cuidado é pouco e, por isso, é importante tomar algumas providências antes de expor a pele do seu filho a este astro tão importante à vida, mas que, também, pode ser muito prejudicial.

Antes dos seis meses não se deve colocar protetor solar na criança, pois sua composição química pode irritar sua pele ainda muito sensível. Por isso mesmo deve-se ter mais cuidado com o horário e o tempo de exposição do seu filho ao Sol para que ele só obtenha benefícios deste hábito tão importante.

O melhor horário para o banho de Sol é no começo da manhã, até umas 9h ou no fim da tarde por volta das 17h. E, o tempo de exposição, deve ser inicialmente entre 5 e 10 minutos e depois prolongado progressivamente até o máximo de 30 minutos. Com esses cuidados seu bebê pode ir ao Sol desde o primeiro mês de vida.

Não se preocupe se você não tem nenhum lugar seguro para levar seu filho para que ele tome seu Solzinho diário, basta uma janela aberta, deixando o Sol entrar em casa sem barreiras, para que seus benefícios sejam absorvidos. Mas, não se esqueça de colocar seu filho sob o Sol que entra em casa sem passar pelo vidro da janela, para que, assim, os raios UV tenham mais efeito.

Depois de anotar todos os cuidados coloque um banho de sol no seu filho, ou qualquer roupa bem leve e vá para o parque, praia ou fique em casa mesmo. Só não se esqueça que quanto maior a área da pele exposta, melhor o resultado. Se puder, deixe seu bebê peladinho, com a fralda em baixo, claro, pois não queremos que nenhum desastre aconteça.

Tomar Sol faz bem para mãe e filho se for feito da forma certa. Então, não abuse, mesmo se o tempo estiver muito quente e você não quiser parar de se refrescar na piscina com seu pequeno. Lembre-se que os problemas causados por este excesso vêm bem depois, quando já é tarde para voltar atrás. Cuide do seu filho para ele não ter que se cuidar depois. Bom Sol!

Obs: Olha só que linda a minha filhota tomando o solzinho dela!

Confira também as matérias do meu site: www.gravidezabsoluta.com.br

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Orelha furada sem choro e super rápido


Essa semana consegui furar a orelha da minha filhota. Eu queria mesmo ter furado na maternidade, mas como hoje em dia muitas delas estão optando por não oferecer mais esse serviço para evitar o risco de infecção hospitalar, tive que correr atrás de furar em outro lugar.

O bom disso tudo, foi que descobri a comodidade de furar a orelhinha da minha pequena no conforto da minha casa. Me deram a dica de uma enfermeira que fura com o próprio brinco devidamente esterelizado e com todo o cuidado para não atingir nenhum ponto prejudicial a saúde da minha filha. Para isso ela usa o mapa auricular, usado na auriculoterapia.

O processo é realmente muito rápido só exigindo que a mãe aplique previamente uma pomada anestésica, que no meu caso foi a Emla. Depois a enfermeira verifica o brinco escolhido para ver se ele possui uma ponta ideal para perfurar a orelha com segurança. Caso não tenha, ela mesma, faz a ponta e logo depois esteriliza no álcool. Estando tudo pronto, ela marca o local a ser furado na orelha com uma caneta, respeitando o mapa auricular e a estética, e começa a forçar o brinco para que ele mesmo faça o furo.

Foi impressionante! Num piscar de olhos ela terminou e minha filha que estava dormindo antes dela chegar, voltou a dormir sem mesmo perceber a presença da Nete, a enfermeira, que além de super segura é uma simpatia.

Vou confessar que fiquei nervosa antes do processo começar, pois ela já está com três meses e dizem que quanto mais tarde, mais difícil. A sorte que essa tensão passou rápido, logo depois de começar a furar a primeira orelha. Como num passe de mágica tudo ficou mais tranquilo, após ver que minha filha realmente não sentia nada. Santa pomada e santa Nete!

Acho que menina tem que ser menina e, colocar brinco. Esse é o primeiro passo na entrada de nossas filhas ao mundo feminino tão complexo e cheio de detalhes. Minha filha demorou um pouco mais do que gostaria para furar sua orelha, mas, agora, já está tudo resolvido. E, ai de quem vier me perguntar se ela é menino ou menina. Ninguém merece!

Brincos colocados! Agora é só esperar pelos colares, pulseiras, tiaras, bolsas... Esse foi só o primeiro ritual de beleza que ela vai ter que enfrentar. Daqui pra frente terei que colocar cadeado na gaveta de maquiagem e esconder a caixa de joias e bijus. Afinal, poucas mulheres conseguem viver alheias aos encantos destes ítens tão frequentes nos kits femininos. Acredito que minha filha não será diferente. Melhor me preparar!

Eu recomendo!

Enfermeira Veronete (Nete) – 21 9996-9967 (coloção de brincos em bebês, orientções na amamentação e plantões domiciliares)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Chupar dedo - Como parar?!?!


Meu filho Gabriel de sete anos ainda insiste em chupar dedo. Já tentei de várias formas acabar com esse vício, mas foram todos em vão. Agora, o pai dele veio com uma idéia de colocar o aparelho que impede a criança de colocar o dedo na boca, o que me deixou mais tensa ainda em relação a isso.

Este aparelho é realmente a última solução, pois causa um certo trauma na criança. Então, decidi tentar minha última cartada: fazer um curativo no dedão que ele chupa e mantê-lo lá sempre novinho por um mês. Espero que dê certo. Depois conto pra vocês.

Chupar dedo não precisa ser um grande problema se este hábito acaba antes da troca dos dentes. Depois disso, pode ocorrer uma má oclusão deles, o que fará com que seu pequeno use aparelho para correção dentária assim que esta troca terminar.

No meu caso, a troca dos dentes do meu filho começou tarde, nos últimos meses, o que me deu um pouco mais de tempo para resolver o assunto. Na verdade, já tento combater este problema há um tempão, mas agora, com a chegada dos novos dentinhos, se tornou um caso mais urgente para resolver.

Para quem ainda não chegou ao limite como eu, aí vão algumas dicas para fazer seu filho parar de chupar dedo:

· Deixe a criança decidir que isso é um problema – É importante que a decisão de parar venha da criança. Converser com ela sobre o malefício de chupar dedo, como a possibilidade de usar aparelho nos dentes, o que é super incômodo, ou o risco de pegar uma doença.

· Utilize um sistema de recompensas – Combine um prazo com seu filho que não seja muito curto, como um mês, por exemplo, para que ele deixe chupar dedo. Pense em um prêmio para quando ele conseguir, ou pelo menos conseguir ficar mais dias sem chupar do que chupando.

· Ofereça para a criança a opção de chupar o dedo em particular – Se a criança só chupar o dedo em casa e sozinha, isso já diminui bastante o tempo total que ela faz isso durante o dia. É um bom começo para àquelas crianças que chupam o dedo em qualquer lugar.

· Nunca use reforço negativo – Castigar seu filho só o deixará mais tenso o que fará com que ele se renda ainda mais a esse vício.

· Comece com o mais fácil e depois siga em frente – Primeiro pense em um lugar ou uma situação que seja fácil para seu filho parar de chupar dedo. Depois vá seguindo para os mais difíceis até parar por completo em todos os lugares e situações.

· Não grite – Quando vir seu filho chupando dedo não grite. Tire o dedo dele da boca firmemente, mas sem violência, para que ele somente perceba que está fazendo algo errado e que não deve repetir.

· Espere – Normalmente as crianças param sozinhas de chupar dedo antes mesmo da troca dentária ou até os sete anos. Tecnicamente eu acho complicada essa dica, pois eu esperei e agora estou cortando um dobrado para acabar com esse hábito. Acredito que quanto mais cedo melhor e mais fácil de resolver o assunto.

Pesquisas mostram que o hábito de chupar dedo é mais arraizado na cultura ocidental que na oriental, onde as mães passam menos tempo com seus filhos pequenos. O que indica que este ato é uma questão de carência. Então, quanto mais amor e presença damos a nossos filhos, mais a salvo estamos de ter que lidar com isto.


Conheça também o meu site: www.gravidezabsoluta.com.br

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Sono do Bebê – Como fazer os pequenos dormirem a noite toda?


Minha filhota está próxima de completar três meses e já me dá a tranquilidade de dormir a noite inteira. Fico vendo tantas mães sofrendo para conseguirem dormir a noite toda juntamente com seus filhos, que resolvi dividir com vocês algumas dicas que devem ajudar nesta empreitada que pode ser mais fácil ou mais difícil, mas que de qualquer forma, vale a pena.

Minha filha começou a dormir a noite toda praticamente desde que ela completou dois meses de vida, quando eu pude deixá-la continuar dormindo, sem ter que acordá-la para amamentar, pois como ela nasceu de 7 meses, era ainda muito pequena quando veio pra casa e tinha o risco de fazer uma hipotermia caso não seguisse esse cuidado.

Para que ela durma tranquilamente a noite toda, sigo algumas regras que já vi funcionarem diversas vezes com outras mães e até comigo mesma em relação ao meu primeiro filho Gabriel, que também passou a dormir a noite toda desde os primeiros meses de vida.

Primeiro eu sigo um ritual diário, mais ou menos na mesma hora, no meu caso, perto das 20h/ 21h. Alguns profissionais dizem que esse horário deveria ser por volta das 18h. Esse fato deve-se ao relógio biológico do bebê que o deixa mais sonolento neste horário, fazendo com que, caso você passe muito deste período, seu filho fique mais agitado e assim prejudique o ingresso da criança no sono noturno prolongado.

Pra mim, acredito que a melhor opção seja a observação. Têm crianças que ficam sonolentas mais tarde, como o caso da minha filha e como era o caso do meu filho também. Na verdade esse horário vai mudando. No caso da minha filha, ela começou dormindo às 24h e acordando às 6h e depois pulou para a mamada anterior, indo dormir às 21h e acordando no mesmo horário.

Voltando ao ritual, começo ele com um bom banho morno com mais intuito de relaxar do que realmente limpar. Começo a colocar o ambiente onde o bebê está num clima mais tranquilo, sons mais baixos e luzes também menos intensas. Depois, coloco uma roupa confortável e a preparo para a última mamada do dia. Termino de alimentá-la e, em seguida, a coloco para dormir sem precisar niná-la, pois isso cria uma necessidade de muleta todas as vezes que ela acordar e precisar voltar a dormir durante a noite.

No começo da introdução ao ritual do soninho, se quiser, pode usar a Shantala, logo após o banho, para ajudar no processo de relaxamento do seu bebê, fazendo-o entender que chegou a hora de dormir. Eu já dou um banho com massagem, fazendo muito carinho na minha filhota ainda quando ela está dentro d’água sem regras e com muito amor. Na verdade a única regra é não fazer carinho nem muito forte, nem muito fraco, pois essa é a forma mais relaxante de acariciar seu bebê.

Uma dica para quando temos que fazer alguns procedimentos chatos no nosso filho, como dar remédios, fazer inalação e outras coisitas mais, é fazê-los antes do banho, para isso não acabar com o efeito de tudo o que você já fez para acalmar o bebê.

Gostaria, também, de desmistificar a idéia de que o bebê para dormir bem, precisa estar de barriga cheia, pois pesquisas mostraram que o leite engrossado com farinha não proporciona mais horas de sono que o leite comum, ou fórmula, então não precisa introduzir tais alimentos antes do tempo. Em relação aos bebês alimentados só com leite materno, estes podem vir realmente a acordar mais durante a noite, porque esse leite é mais facilmente digerido pelo organismo, o que acaba por deixar os pequenos com fome mais rápido. Isso é realmente um fato, mas não torna impossível fazer estes bebês dormirem a noite toda, tanto que meu primeiro filho só era alimentado com leite materno e dormia a noite inteirinha desde cedo.

Fazer seu filho dormir a noite toda é bom para ele e para você. Pra ele, porque o sono é muito importante para seu crescimento e desenvolvimento e a falta de entrar adequadamente no sono REM, um estágio de alta atividade cerebral, faz com que seu bebê tenha menos atenção, mais problemas de comportamento e não aprendam tão bem. Além disso, quando o bebê não dorme bem aumenta a produção do hormônio do stress, o cortisol, que o faz acordar mais durante a noite, criando um círculo vicioso de ainda mais estresse e cansaço pra todo mundo.

Para as mães, o benefício é óbvio. Dormir bem é importante para nossa integridade física e psicológica. Ficamos muito mais dispostas e muito menos estressadas quando estamos com o sono em dia. Então, depois de saber de tudo isso, podemos chegar à conclusão de que ajudar nossos filhos a dormir bem, não é só uma questão de comodidade, é uma questão de saúde para mãe e filho. Bons sonhos!

Vejam também a matéria sobre Shantala no meu site Gravidez Absoluta! http://www.gravidezabsoluta.com.br/bebe.php?cod_conteudo=36

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Cadeirinha de Carro para bebês


Em época de muitos feriados é importante frisar a importância do uso da cadeirinha de carro ao carregar o seu bebê para o destino que for. Na verdade, deve-se lembrar deste acessório em todos os momentos em que você pense em levar seu filho para qualquer lugar, por mais perto que possa parecer, no seu carro ou até de táxi.

Já foi mais do que provado que esse tipo de cadeirinha é a forma mais segura de carregar seu filho dentro de um carro e, além disso, este ano entra em vigor a lei que pune com multa as pessoas que insistirem em carregar os pequenos de uma forma não segura. Então, para evitar que seu filho se machuque mais gravemente numa colisão ou que você leve uma boa e justa multa, programe a compra deste acessório ainda durante a gravidez para que este não lhe falte nem na hora de levar seu filho da maternidade para casa.

Devemos ficar atentos aos limites de peso que cada cadeirinha pode ser submetida, a melhor posição que podemos colocá-la no carro e a forma correta de prendermos tanto a cadeirinha no carro, quanto o bebê na cadeirinha.

Quanto ao peso, devemos ficar atentos ao manual. Normalmente, para recém-nascidos, chamamos esta cadeirinha de bebê conforto tendo um limite de peso até 9Kg, porém também é possível encontrar limites maiores. Este primeiro tipo tem a facilidade de ser reclinável e deve ser carregada de costas para a frente do carro protegendo, assim, o pescoço do seu filho no caso de uma colisão.

Depois desta primeira fase, a cadeirinha já pode ser colocada virada para frente, mesmo ainda sendo mais segura se colocada virada para trás. O problema é que crianças maiores precisam de mais atenção. E, se você colocar seu pequeno nesta fase virado para trás e estiver sozinha com ele no carro na hora que ele começar a chorar, por exemplo, terá mais dificuldades de distraí-lo, o que poderá causar uma colisão por ter que constantemente olhar para trás e até tentar alcançá-lo com uma das mãos para fazer carinho nele a fim de acalmá-lo. Sei disso por experiência própria. Por sorte não bati.

Quanto a melhor forma de adaptar as cadeirinhas ao carro também devemos seguir atentamente o manual, lembrando que depois de instalada, ela deve ficar quase imóvel ao tentar movê-la com as mãos.

Agora, não adianta nada ter os requisitos acima bem checados se seu filho não estiver preso corretamente à cadeirinha. É importante que ao colocá-lo na mesma, você verifique se o cinto está bem travado e bem ajustado, estando, apenas, há uma distância de um dedo do corpinho da criança.

Fora as normas de segurança básica, sugiro o uso de um retrovisor extra, disponível em lojas especializadas de bebê. Ele possui uma ventosa para facilitar seu posicionamento no vidro do carro a fim de melhor visualizar seu filho, já que ele estará de costas para você. Outra facilidade, no caso dos bebês-conforto, é escolher um que tenha base removível que fica no carro facilitando a retirada do seu filho sem acordá-lo, por exemplo. Neste caso, acho também interessante, escolher um que encaixe no carrinho, o que facilita no tranporte.

Levar seu filho com segurança é primordial, então, qualquer dica é valida. Espero que tenha ajudado. Se tiverem mais dicas para este tema ou outro já anteriormente falado é só postar para que possamos dividir com outras leitoras toda nossa experiência. Afinal, é muito melhor quando podemos dividir o que aprendemos com os outros. Isso nos faz mais merecedores do que já sabemos e abre espaço para aprendermos sempre mais. Aguardo suas dicas!

Veja também as matérias do meu site sobre o assunto em: www.gravidezabsoluta.com.br

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Viagem com bebês


No feriado da Páscoa fui viajar com a família para a praia. Não foi a primeira viagem da minha filha, mas foi a primeira que parei para reparar na quantidade de tralha que temos que juntar para podermos sair de casa por um período mais longo de tempo.

Viajar com bebês sempre requer uma mala maior e, se você for uma mãe de primeira viagem, essa mala pode se tornar ainda mais gigantesca pela falta de experiência que a faz ter dúvidas no que realmente levar ou não. Mães de primeira viagem acabam levando a casa toda nas costas só para evitar que falte algo.

Existem algumas coisas indispensáveis quando começamos a nos organizar para sair de casa. Uma delas é o lugar onde o bebê vai dormir. Se ele tem menos de três meses e não for muito grande, ainda pode dormir no próprio carrinho, caso este recline totalmente. Isso foi o que fiz na primeira viagem, o que evitou o tranporte de mais um trambolho como o berço portátil.
O berço se torna muito importante quando nossos filhos não cabem mais no carrinho confortavelmente para dormir. Escolher um que seja mais compacto e leve é uma boa pedida na hora de carregá-lo e fazê-lo caber na mala do carro.

Como acaba se tornando inevitável carregar carrinho e berço portátil na maioria das viagens, o que ocupará muito espaço na mala do carro, mesmo os dois sendo o mais compactos possível, temos que pensar bem no resto das coisas que vamos levar para que nosso carro não fique lotado de artigos inúteis não cabendo nem espaço direito para a sua família se acomodar.

Outros ítens que acho importante são brinquedos calmantes e que distraiam seu bebê: banheira portátil; cadeirinha de alimentação portátil (aquela que encaixa na mesa); bebê conforto; móbile para o bebê conforto; kit de higiene para pelo menos a quantidade de dias que vai ficar fora mais um ou dois dias; kit de primeiros socorros com os remédios que seu pediatra recomenda para os principais desconfortos que o bebê possa vir a ter como cólica e febre e babá eletrônica; além, claro, do enxoval básico para a quantidade de dias mais um ou dois dias.

No enxoval básico não podemos esquecer de toalhas de banho, lençois para o berço, mantas, fraldas de pano, mosquiteiro para carrinho e berço e fraldas descartáveis para uso na piscina ou mar, caso diversão na água esteja nos seus planos.

As roupas de uso dos seus babies devem ser escolhidas conforme a época do ano e o local, mas sempre lembrando que mesmo sendo verão, pode esfriar, assim como o contrário. E, se você não tiver como lavar roupa no local para onde vai, melhor pensar em duas a três mudas de roupa para cada dia ou avaliar pelo gasto do seu filho em casa, incluindo em média roupas para mais dois dias. Assim não será pega desprevenida.

Viajar com bebês pode ser cansativo, mas se você estiver preparada pode vir a ser mais que uma diversão, será um conjunto de descobertas novas para vocês dois, pois enquanto seu filho descobre novos ambientes, você descobre mais seu filho e isso não tem preço. Então arrume as malas e boa viagem! Aproveite o próximo feriado que já está pertinho.

Conheça também meu site: www.gravidezabsoluta.com.br

domingo, 4 de abril de 2010

Brinquedos para os primeiros meses do bebê


Hoje, fiz uma grande compra de um presente para minha filha que agora está com 2 meses e meio. Foi um brinquedo para por no berço que emite uma sequência de cores calmantes, além de tocar músicas tranquilas e sons da natureza.

Eu estava procurando há algum tempo um brinquedo com luzes para a Ágatha, pois nos primeiros meses é o que mais segura a atenção dos bebês. Cores fortes e em movimento também são uma boa pedida, mas nada se iguala a luzes coloridas que acendem e apagam numa sequencia quase que hipnotizante.

O que me surpreendeu no brinquedo em questão, além dos detalhes mencionados anteriormente, foi que nele eu posso gravar a minha voz, cantando uma canção de ninar. Não há nada mais calmante e reconfortante que a voz da mãe cantando para seu filho, mesmo que não seja da forma mais afinada do mundo.

Outro detalhe deste mesmo brinquedo é o fato dele ser acionado com o choro do bebê, fazendo com que, principalmente à noite, quando você espera que ele durma até pela manhã, volte a dormir sem nem mesmo a necessidade de você se levantar para acalmá-lo novamente, caso ele acorde por um motivo bobo que não seja fome ou dor.

É muito difícil de achar brinquedos para bebês nos primeiros meses de vida, mas não é impossível. Eu por exemplo, encontrei este, que foi um tremendo achado para mim. Depois, quando a visão deles está quase igual a nossa (quando eles chegam aos 6 meses), agradá-los fica ainda mais fácil e mais divertido, pois a interação entre vocês se torna mais real.

Preste bem atenção na hora de escolher objetos para a distração do seu bebê, para não se frustrar quando ele não der a mínima para o que você comprou com tanto carinho. É muito bom quando você acerta no brinquedo e consegue ver o brilho nos olhinhos do seu bebê ao brincar com ele. Vale cada centavo! Mas, lembre-se que nem sempre os artigos mais caros são os que os pequenos mais gostam. Ser criativo também é um bom negócio. Boa diversão!
Conheça ainda o meu site: www.gravidezabsoluta.com.br